Concentradores de oxigênio serão doados por grandes empresas

Concentradores de oxigênio serão utilizados para o tratamento de pacientes com Covid-19 em suas próprias localidades, evitando o deslocamento e sobrecarga de hospitais; a iniciativa atende a uma chamada pública da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia em apoio ao Ministério da Saúde, a logística dos itens ficará sob responsabilidade do SUS.

Um grupo de 12 empresas se uniu em uma ação coletiva para viabilizar a doação de mais de 5.000 concentradores de oxigênio, que serão utilizados para o tratamento de pacientes com Covid-19 em suas próprias localidades, evitando deslocamentos para outras cidades e, consequentemente, a sobrecarga de hospitais. O concentrador de oxigênio é um equipamento que separa o oxigênio do ar e o fornece ao paciente em um fluxo direto e contínuo, contribuindo para a melhora de sua capacidade respiratória, uma das áreas mais afetadas pelas consequências da Covid-19.

Participam desta iniciativa as seguintes empresas: Bradesco, BRF, B3, Embraer, Gerdau, Grupo Ultra, Itaú Unibanco, Magazine Luiza, Marfrig, Natura & Co, Suzano e Unipar. O Grupo atendeu a uma chamada pública feita pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, em apoio ao Ministério da Saúde, para a aquisição de concentradores de oxigênio. A Air Liquide Brasil, líder mundial em gases, tecnologias e serviços para a indústria e saúde, fez a cotação geral para a importação dos equipamentos, ao custo total de R$ 35 milhões.

O uso dos concentradores doados nesta ação terá papel fundamental no combate à pandemia e consequente desafogamento do sistema hospitalar. Considerando que o tempo médio de uso do aparelho por paciente pode variar entre uma ou duas semanas, a expectativa é de que os mais de 5 mil concentradores atendam, mensalmente, entre 10 mil e 20 mil pacientes.

Cada concentrador substitui, em média, 21 cilindros de oxigênio. Juntos, os equipamentos doados suprirão o equivalente a uma produção mensal de 1.100.000 metros cúbicos do insumo, volume que demandaria mais de 108 mil cilindros por mês para ser armazenado. A quantidade de oxigênio fornecida por meio dos concentradores contribuirá ainda para evitar a sobrecarga na capacidade produtiva da indústria de gases.

A praticidade no manuseio é outra característica de destaque no uso dos concentradores. Cada equipamento pesa aproximadamente 15 quilos e necessita apenas de energia elétrica para funcionar. Essas condições facilitam o transporte e uso, inclusive, nas regiões mais remotas do País. A durabilidade também é um diferencial destes equipamentos. Os concentradores doados têm uma vida útil estimada em sete anos.

Os mais de 5 mil concentradores de oxigênio adquiridos nesta ação serão entregues ao Ministério da Saúde, a quem caberá a responsabilidade de fazer a logística de distribuição dos equipamentos. A expectativa é que os aparelhos sejam enviados aos seus locais de destino no decorrer do mês de abril.

Com essa iniciativa coletiva, as empresas somam seus esforços no enfrentamento à pandemia de Covid-19, em um de seus momentos mais agudos no Brasil. As companhias participantes desta ação estão comprometidas com os esforços da sociedade para salvar vidas e com o apoio ao Poder Público, em suas diferentes esferas, nas ações de superação à crise sanitária.

Gostou de “Concentradores de oxigênio serão doados por grandes empresas?

Concentradores de oxigênio
Concentradores de oxigênio. Foto: Divulgação/Internet

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece nas cidades do Grande ABC. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 577 outros assinantes

Operação Verão Seguro: RP inicia ações 2020/2021

Operação Verão Seguro: Defesa Civil mobiliza a sociedade civil e membros do Poder Público com ações de prevenção durante o período de fortes chuvas

A Defesa Civil de Ribeirão Pires iniciou nesta terça-feira, dia 1, a Operação Verão Seguro (OVS) com objetivo de prevenir e reduzir os danos causados durante o período de chuvas fortes – previstos entre dezembro 2020 e abril de 2021.

Conjunto de ações preventivas e procedimentos emergenciais são estabelecidos na Operação. O Poder Público Municipal e a comunidade deverão adotar tais ações. Portanto, promovendo a organização e preparação de órgãos públicos para o gerenciamento de emergência e situações de perigo aos cidadãos durante os meses com maior intensidade de chuvas.

Com o objetivo de ampliar o entendimento da população sobre as ações de segurança durante o período, as redes sociais oficiais da Prefeitura compartilharão conteúdo de conscientização. Além disso, a prefeitura realizará vistorias e orientações nas áreas de maior atenção.

As atividades preventivas já começaram. Na última semana, por exemplo, a galeria pluvial localizada na região Central da cidade recebeu limpeza preventiva. Além da limpeza e desassoreamento do Ribeirão Grande. Da mesma forma, a Avenida Prefeito Valdírio Prisco, córregos na Quarta Divisão, Estrada da Cooperativa e em Ouro Fino, também foram ações já realizadas pela Prefeitura.

Orientações da Defesa Civil – Operação Verão Seguro

Com a previsão de chuvas fortes, as indicações feitas pela Defesa Civil são:

– Não jogue lixos e entulhos nas ruas e beiras de rios;

– Verifique calhas e telhas quebradas;

– Fique atento ao surgimento de goteiras, estufamentos e trincas em paredes, terrenos e muros;

– Fique atento a árvores, muros e postes inclinados; estalos ou aumento de trincas em pedras; águas mais barrentas.

Ao verificar algum destes sinais, saia imediatamente do local e acione a Defesa Civil.

– Em caso de emergência, acione a Defesa Civil Municipal. Telefones 199 ou 4825-1830.

Operação Verão Seguro
Defesa Civil inspecionando bueiro em Ribeirão Pires. Foto: Divulgação

Assaltos em Santo André assustam moradores

Moradores do Parque das Nações e redondezas relatam casos recorrentes de assaltos à mão armada na região, geralmente realizados por criminosos utilizando duas motos. Porém, também se utilizam de carros e até mesmo a pé, causando o pânico nos moradores.

Em sua maioria, os casos ocorrem durante a noite e madrugada, em especial abordando e vitimando trabalhadores, indo ou voltando do trabalho. Entre as recentes vias com ocorrências, estão a Rua Colúmbia e Avenida Sorocaba. Próximo de mercado neste local, ao menos dois casos foram reportados esta madrugada (04/11), em horários próximos. Assaltantes levaram celulares e documentos das vítimas.

Está faltando alguém para por ordem como era no passado, não existia esse tipo de coisa

Morador de santo André

O comércio local também tem sido alvo dos criminosos, e os moradores relatam a falta de segurança frequente, além de pouca, ou nenhuma, presença de policiamento nas ruas. Na Itamarati, posto de gasolina, açougue e farmácia foram alguns dos alvos de roubos recentemente. A situação tem se agravado ao longo dos últimos anos, com o abandono da segurança pública nos bairros da região, apesar da presença do posto de Polícia Militar no Jardim Rina.

Os moradores ainda reportam dificuldades para registrarem boletim de ocorrência, pois o posto policial mais próximo solicita que a vítima dirigir-se para delegacia no Centro da cidade, para registrar BO. Vale ressaltar, o artigo sexto do Código de Processo Penal define a obrigatoriedade da autoridade competente proceder com averiguação dos casos. Ainda que não registre o boletim, competência das delegacias, os policiais do posto devem fazer buscas para localizar os criminosos.

Nos últimos dias, diversos casos de crimes tem ocorrido em Santo André. Incluindo arrastões em meio ao trânsito e assaltos em plena luz do dia, registrados por câmeras de segurança (confira vídeo acima, do Balanço Geral). Os moradores tentam evitar a criminalidade, instalando cercas elétricas, circuitos de monitoramento e placa de vizinhança solidária nas ruas.

Suposto ataque terrorista deixa pelo menos uma pessoa morta

Troca de tiros ocorreu perto da sinagoga central

elo menos uma pessoa foi morta e várias ficaram feridas no centro de Viena, durante troca de tiros na noite dessa segunda-feira (2). Segundo o ministro do Interior austríaco, Karl Nehammer, o ataque, perto da sinagoga central, pode ser considerado terrorista. 

A polícia de Viena afirmou no Twitter que havia vários suspeitos e seis locais diferentes envolvidos.

Uma grande área do centro de Viena foi isolada e a polícia disse que um reforço significativo de segurança estava em andamento.

O ministro do Interior declarou à emissora austríaca ORF que se acredita que o ataque tenha sido realizado por várias pessoas e que todos os seis locais ficam nas imediações da rua que abriga a sinagoga central.

“No momento, posso confirmar que acreditamos que este seja um aparente ataque terrorista”, disse ele.

“Acreditamos que haja vários perpetradores. Infelizmente, há também vários feridos, que podem estar mortos.”

Um porta-voz do serviço de ambulâncias informou que pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas. Um dos suspeitos e um pedestre foram mortos a tiros e um policial está entre os feridos, segundo a agência de notícias local APA.

“Tiros disparados no bairro de Inner City – há pessoas feridas. Mantenham-se afastados de todos os locais públicos ou transportes públicos”, disse a polícia no Twitter.

O líder da comunidade judaica Oskar Deutsch afirmou, também no Twitter, que não estava claro se a sinagoga de Viena e os escritórios adjacentes tinham sido o alvo do ataque, e que eles estavam fechados no momento.

Vídeos circularam nas redes sociais de um homem armado correndo por uma rua de paralelepípedos, atirando e gritando. A Reuters não pôde verificar imediatamente os vídeos.

A polícia de Viena pediu às pessoas que não compartilhassem vídeos e fotos nas redes sociais. “Isso coloca em risco as forças policiais e também a população civil”.

Em 1981, duas pessoas foram mortas e 18 feridas durante um ataque por dois palestinos na mesma sinagoga. Em 1985, um grupo extremista palestino atacou o aeroporto de Viena com granadas e rifles, matando três civis.

Nos últimos anos, a Áustria tem sido poupada do tipo de ataques em grande escala, vistos em Paris, Berlim e Londres.

Acidente em supermercado deixa um morto e oito feridos

Ainda não há informações sobre as causas do acidente

Prateleiras com produtos desabaram e atingiram clientes em um supermercado na noite desta sexta-feira (2), em São Luís. Em mensagem no Twitter, o governador do Maranhão, Flávio Dino, confirmou que uma pessoa morreu e oito ficaram feridas.

“Equipes finalizando os trabalhos no local do acidente no Supermercado Mateus. Números atualizados: 1 vítima fatal e 8 feridos. Minha solidariedade com todos e com suas famílias. Meu reconhecimento aos bombeiros, policiais e profissionais de saúde pela dedicação”, afirmou Dino, em sua rede social.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra pilhas de produtos caindo em efeito dominó, com uma intensa movimentação de clientes no interior do supermercado. Até o momento, não há informações sobre as causas do acidente.

Em nota, o Grupo Mateus, responsável pela rede de supermercados, lamentou o acidente no Mix Atacarejo da Curva do 90, localizado no bairro do Vinhais.

“Imediatamente, todas as autoridades de segurança pública do estado foram acionadas e prontamente iniciaram o trabalho de apoio e, neste momento, realizam o resgate e o socorro dos feridos”, diz o texto, que foi divulgado ainda na noite de sexta-feira.

Fonte: Agência Brasil