Arquivo da tag: fase vermelha

Festa clandestina em Santo André interrompida, utilizando drone

Neste domingo (28/03), a prefeitura de Santo André e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) interromperam, com o uso de drone, uma festa clandestina, fomentada por um bar no Jardim Riviera, às margens da represa Billings. É a primeira vez que ocorre um flagrante com o uso do equipamento durante a Operação Comércio Responsável.

A região, de difícil acesso, contava com cerca de 80 pessoas que estavam desrespeitando as medidas que visam desacelerar o contágio pelo novo coronavírus.

O dono do estabelecimento recebeu uma multa de 400 FMPs (Fator Monetário Padrão), que equivale a R$ 1.717, 00. As pessoas foram abordadas e receberam orientações pelas equipes do Semasa, da GCM (Guarda Civil Municipal) e da Polícia Civil.

Festa clandestina em Santo André interrompida, utilizando drone

O drone já estava sendo utilizado durante a Operação Comércio Responsável com o objetivo de controlar o fluxo de pessoas e de carros em corredores comerciais da cidade. O equipamento será fundamental para otimizar o planejamento das ações, além de identificar com mais agilidade os estabelecimentos comerciais que estão abertos ilegalmente e onde há aglomeração de pessoas. O dispositivo também serve para trazer mais segurança aos agentes envolvidos nas operações.

Balanço deste fim de semana – A Operação Comércio Responsável interditou neste fim de semana quatro bares com funcionamento irregular.

Os locais também foram autuados e notificados pelo funcionamento em descumprimento com decreto municipal, além do procedimento administrativo de interdição. Dois destes bares foram interditados na região central, outro na Vila Suíça e o último no Jardim Alzira Franco.

Equipes do Semasa, da GCM e das polícias Civil e Militar percorreram mais de 20 bairros e fiscalizaram 82 estabelecimentos comerciais, com 14 ações de orientação, três termos de compromisso assinados, além de quatro notificações e autuações.

Só neste ano foram mais de 1.600 locais vistoriados em 55 bairros da cidade. Durante as ações até agora, as equipes já flagraram 111 aglomerações e 370 locais que funcionavam sem permissão ou fora do horário de funcionamento. Além disso, ocorreram 21 interdições, quase 500 orientações a responsáveis em estabelecimentos, 13 advertências ambientais e 18 autos de infração ambiental (multa) referentes a problemas de poluição sonora. Também foram assinados 41 termos de compromisso.

As denúncias de aglomeração podem ser feitas pelo aplicativo Colab, da Prefeitura de Santo André, ou ainda pelos telefones 153 da GCM e 190 da Polícia Militar. Para denúncias referentes à poluição sonora em estabelecimentos comerciais, o morador pode acionar o Semasa, por meio do site.

Gostou de “Festa clandestina em Santo André interrompida, utilizando drone?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

Novas regras de funcionamento em Ribeirão Pires

A Prefeitura de Ribeirão Pires publicou nesta quinta-feira, dia 25, decreto municipal (N° 7.131/2021) que antecipa feriados desse ano para o período entre 27/03 e 04/04. O “feriadão” antecipado é mais uma das medidas para combater o avanço do coronavírus e foi adotado por todas as cidades da região, em decisão conjunta tomada por meio do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Novas regras sobre funcionamento em Ribeirão Pires também foram anunciadas.

Novas regras de funcionamento em Ribeirão Pires

Os feriados antecipados foram estabelecidos da seguinte forma:

– 27/03 (sábado) – Dia de Tiradentes (21/04)
– 29/03 (segunda-feira) – Dia do Trabalho (1/05)
– 30/03 (terça-feira) – Corpus Christi (3/06)
– 31/03 (quarta-feira) – Revolução Constitucionalista (9/07)
– 1/04 (quinta-feira) – Dia da Consciência Negra (20/11)

O dia 2 de abril já seria feriado – Sexta-feira Santa. 

Além da antecipação dos feriados, importante destacar que entre 27/03 e 4/04 setores considerados essenciais deverão funcionar entre 8h e 17h, com exceção de hospitais, serviços de saúde de urgência e emergência, farmácia, laboratórios, clínicas médicas e odontológicas, hospitais veterinários, transporte coletivo público, táxis, transportes por aplicativos e fretamentos, e demais serviços de natureza essencial ao funcionamento dos serviços de saúde. 

Poderão funcionar, nos termos do Decreto Municipal N° 7.131/2021: transporte coletivo; serviços essenciais de saúde (listados no parágrafo anterior); atividades de segurança pública e privada; supermercados e similares; restaurantes, lanchonetes e congêneres – com portas fechadas e proibido consumo no local (permitido SOMENTE DELIVERY, entre 8h e 22h/ drive-thru entre 8h e 19h); feiras-livres (exceto noturnas e sem degustação no local); hotéis e meios de hospedagem; atividades industriais; atividades logísticas; postos de combustível (das 5h às 17h); lojas de conveniência – com portas fechadas e proibido consumo no local (permitido SOMENTE DELIVERY, entre 8h e 22h/ drive-thru entre 8h e 19h); lojas de ração animal, inclusive banho e tosa; serviço de entrega de gás e água envazada – com portas fechadas (permitido SOMENTE DELIVERY, entre 8h e 22h/ drive-thru entre 8h e 19h); serviços públicos de infraestrutura; lojas de materiais de construção – com portas fechadas (permitido SOMENTE DELIVERY, entre 8h e 22h); chaveiros; táxis, transportes por aplicativo e fretamento; oficina mecânica, funilaria, pintura elétrica e/ou similares. 

Demais atividades não poderão funcionar,incluindo cartórios extrajudiciais, academias esportivas, clubes sociais e esportivos, buffets, parques públicos e privados, eventos de qualquer natureza, templos e atividades religiosas, atividades que gerem aglomerações em condomínios residenciais, bancos, lotéricas, shoppings e galerias, salões de beleza, barbearia e similares, comércio de rua e serviços em geral, bares, adegas e similares, óticas, autopeças, escritórios, agências que atuam na área de RH, concessionárias de veículos, serviços de assistência técnica, floriculturas, entre outros. 

Com exceção de bares, adegas e similares, os demais estabelecimentos poderão realizar delivery entre 8h e 22h, com portas fechadas. 

O descumprimento das medidas poderá acarretar advertência, multa de R$ 20 mil, suspensão da licença e lacração do estabelecimento. A fiscalização será realizada por equipes da Secretaria de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano e autoridades sanitárias. 

Especialistas da Saúde alertam para a importância de a população seguir as orientações e manter o isolamento social, dentro de casa, neste período. Saia somente se precisar utilizar serviços essenciais. Se sair, utilize máscara de proteção e mantenha sempre hábitos de higienização das mãos (evite contato com o rosto, não compartilhe objetos pessoais). A prática de atividades ao ar livre, como corridas e caminhadas, não é recomendada neste período. Proteja-se e proteja a sua família e amigos. 

Educação Municipal – Com a antecipação dos feriados, as atividades do ensino remoto programadas para a próxima semana serão suspensas e retomadas a partir de 5 de abril. Não haverá prejuízos aos alunos uma vez que o calendário escolar foi adaptado e será cumprido em sua integralidade.

Gostou de “Novas regras de funcionamento em Ribeirão Pires?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

Ribeirão Pires encerrou mais de oito aglomerações na última semana

Ribeirão Pires encerrou mais de oito aglomerações na última semana. A Prefeitura, por meio das secretarias de Segurança Pública e de Meio Ambiente, seguem reforçando a segurança. Nos últimos sete dias, mais de oito aglomerações foram encerradas pela Guarda Civil Municipal e uma adega foi fechada no bairro Ouro Fino.

Ribeirão Pires encerrou mais de oito aglomerações na última semana
Lazer no Parque do Ibirapuera após a flexibilização do isolamento social durante a pandemia de covid-19.



Ao todo, 96 denúncias chegaram até a equipe de fiscalização. Entre as principais reclamações enviadas pela população, estavam a perturbação de sossego e som alto. Uma chácara, com mais de 30 pessoas, foi notificada.

Segundo o Comandante da GCM, Sandro Torres, a fiscalização serve para mostrar a população a importância de evitar aglomerações neste período. “Estamos trabalhando para que diminua drasticamente esse tipo de evento clandestino em Ribeirão Pires. As pessoas precisam entender que não é brincadeira e, para isso, existem as multas”, explicou Torres.

A GCM trabalha com seis viaturas na operação, fiscalizando toda a extensão do município. Residências também foram denunciadas pela população.

Gostou de “Ribeirão Pires encerrou mais de oito aglomerações na última semana?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

Funcionamento das atividades essenciais no Grande ABC

Para conter a aceleração da pandemia do coronavírus, os prefeitos do Grande ABC se reuniram na quinta-feira (18/03) em assembleia extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, deliberaram, em caráter temporário e excepcional, que a partir do próximo sábado (20/03), as atividades essenciais na região poderão funcionar até as 19 horas.

O horário estipulado não se aplica aos hospitais públicos e privados, aos serviços de saúde de urgência e emergência, às farmácias, aos laboratórios, às óticas, aos hospitais veterinários e demais serviços de natureza essencial ao funcionamento dos serviços de saúde, bem como à atividade industrial, de telecomunicação e segurança.


A medida vale enquanto durar a fase emergencial do Plano São Paulo, inicialmente prevista para terminar em 30 de março. A restrição será regulamentada por meio de decretos das prefeituras.

Funcionamento das atividades essenciais no Grande ABC

Setores do comércio autorizados a funcionar deverão encerrar as atividades às 19h a partir deste sábado

A Prefeitura de Santo André reduziu o horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais que estão autorizados a funcionar na fase emergencial do Plano São Paulo.

Já a partir deste sábado (20/03), os setores que antes poderiam funcionar até as 21h, deverão encerrar as atividades às 19h. As regras valem enquanto durar a fase emergencial, inicialmente prevista para terminar em 30 de março. A determinação consta em decreto do prefeito Paulo Serra publicado nesta sexta-feira (19/03).

“Precisamos conter o avanço dos casos de Covid-19 em Santo André para manter a nossa capacidade hospitalar instalada, para que nenhum andreense fique sem atendimento médico. Enquanto a vacina não chega em grande escala, a única maneira de frear o vírus é com distanciamento social. Por isso, faço um apelo: respeitem as restrições de circulação, não participem de aglomerações, usem máscara a todo o tempo e intensifiquem a higiene das mãos com álcool em gel. É preciso união, respeito à vida e solidariedade para que Santo André resista a esta fase mais aguda da pandemia”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Entre os segmentos autorizados a funcionar até as 19h estão:

  • Alimentação (supermercados, padarias, açougues, feiras livres, etc)
  • Transporte (estabelecimentos de locação de veículos, oficinas mecânicas, lojas de autopeças e estacionamentos)
  • Abastecimento (distribuição e logística, agroindústria, transportadoras, armazéns e postos de combustível)
  • Segurança pública e privada
  • Comunicação Social (empresas jornalísticas e de radiodifusão, de som e imagens)
  • Construção Civil e Indústria

Também podem funcionar até este horário outros serviços como hotéis, lavanderias, serviço de limpeza, de manutenção e zeladoria, bancários, lotéricas, cartórios, correios, call centers e bancas de jornais.

As demais regras da fase emergencial em Santo André não sofreram alteração. Das 22h às 4h, segue restrita a circulação de pessoas e de veículos no município, além da determinação de fechamento dos estabelecimentos comerciais essenciais. Os serviços de delivery podem operar até 0h.

A circulação de ônibus continuará suspensa entre 22h e 4h, durante o período da fase emergencial. Estão autorizados a funcionar irrestritamente apenas serviços de Saúde de urgência e emergência, farmácias, laboratórios, hospitais veterinários e transporte privado de passageiros, como táxi e aplicativos.

Gostou de “Funcionamento das atividades essenciais no Grande ABC?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

Ribeirão Pires divulga balanço de fiscalização da Fase Vermelha

A fiscalização em Ribeirão Pires está sendo reforçada durante o período de Fase Vermelha na cidade, medida tomada para diminuir o avanço dos casos de pessoas infectadas com Covid-19 atendidas pelo sistema de saúde.

O balanço das ocorrências atendidas no último final de semana, entre os dias 13 e 14 de março, foi divulgado pela Guarda Civil.


Foram feitas 74 averiguações de denúncias no total. A GCM trabalhou com 6 viaturas na operação, fiscalizando toda a extensão do município. Também foi encontrada uma festa em chácara, com aglomeração, que foi multada e o espaço lacrado, após a dispersão dos participantes.

Mais de 15 bares estavam abertos, mesmo com a determinação para fechamento de comércios não essenciais. Destes, quatro foram multados, pois tratavam-se de locais com reincidência de descumprimento; um foi lacrado; e o restante recebeu notificação e orientação.

Residências também foram denunciadas pela população. A Guarda Civil atendeu dois chamados para verificação de aglomeração de pessoas em festas e, seguindo as orientações municipais, dispersou os envolvidos. Além disso, um pesqueiro também foi notificado.

Gostou de “Ribeirão Pires divulga balanço de fiscalização da Fase Vermelha?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

Diadema discute a questão dos pancadões com comando da PM

Quando a ordem do dia é o combate à pandemia da Covid-19, as ações para evitar as grandes aglomerações dos pancadões são intensificadas pela Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar de Diadema.

O assunto foi pauta do encontro ontem (11/30) no Paço Municipal, entre o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior; o comandante do 24º Batalhão da Polícia Militar, coronel PM Patrício; e o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar de Diadema, capitão Modesto.


Desde o começo do ano, a Secretaria de Defesa Social de Diadema passou a organizar ações policiais de ocupação nos locais em que são organizados os pancadões. Batizada de Operação Paz e Proteção, a ação tem caráter preventivo e é realizada pela GCM e PM, conjuntamente. “Meu governo tem noção de que a questão dos pancadões é um dos problemas mais complexos de Diadema. A solução vai exigir muito trabalho e inteligência, por isso, estamos sempre dialogando com a PM visando aperfeiçoar nossa parceria”, explicou o prefeito Filippi.


Após o encontro, o secretário de Defesa Social de Diadema, Benedito Mariano, explicou que a conversa serviu para fortalecer ainda mais a parceria com a PM. “O resultado disso é que as próximas ações para conter os pancadões serão mais eficientes, tanto no campo sanitário de combate às aglomerações que agravam a pandemia, quanto na área da segurança pública”, afirmou o secretário.


Já o deputado estadual Luiz Fernando, que também participou da discussão, se colocou à disposição da Prefeitura e prometeu destinar recursos de emendas parlamentares para investimentos na área de segurança pública em Diadema.

Gostou de “Diadema discute a questão dos pancadões com comando da PM?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes


Grande ABC segue com fase emergencial

Todas as cidades do Grande ABC seguirão a fase emergencial do Plano São Paulo, que serve para conter o avanço da pandemia de Covid-1, decisão foi anunciada pelo Governo do Estado.

Grande ABC segue com fase emergencial



O Consórcio Intermunicipal Grande ABC realizou uma assembleia extraordinária nesta sexta-feira (12/3) por videoconferência, e os prefeitos da região deliberaram que as  medidas mais duras de restrição entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (15/3) e se estendem até 30 de março.

A fase emergencial continua na fase vermelha de controle da pandemia e regulação de serviços não essenciais.

Com o objetivo de estimular o distanciamento social e reduzir a circulação urbana, o Plano São Paulo ampliou as restrições de algumas atividades comerciais autorizadas na fase vermelha.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, afirmou que as medidas são necessárias para reduzir a contaminação e a sobrecarga nos hospitais da região.

“As medidas mais duras de distanciamento social são imprescindíveis no momento em que nossos hospitais estão chegando no limite de ocupação. Precisamos que todos se cuidem, usem máscara, lavem as mãos e, o principal, não façam aglomerações”, disse Paulo Serra.

Gostou de “Grande ABC segue com fase emergencial?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.704 outros assinantes




Santo André na fase vermelha neste sábado

A partir da meia-noite deste sábado (06/03), Santo André entrará na fase vermelha do Plano São Paulo. Entre os dias 6 e 19 de março poderão funcionar na cidade apenas os serviços considerados essenciais, como forma de combater o avanço da pandemia de Covid-19.

As regras de funcionamento das atividades foram publicadas nesta sexta-feira (5) em decretos do prefeito Paulo Serra.

Nesta quinta-feira (4) o índice de ocupação dos leitos de UTI no município, considerando hospitais públicos e privados, chegou a 87,97%, maior patamar desde que teve início a pandemia do novo coronavírus.

“Chegamos a um momento crítico da pandemia, em que há a necessidade urgente de medidas de controle para frear o contágio e diminuir a demanda por internações. O respeito à fase vermelha é fundamental neste momento, bem como a intensificação dos cuidados e protocolos de segurança. Santo André continua reunindo esforços para a captação de mais doses de vacina para imunizar a nossa gente com rapidez e eficiência”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Serviços e atividades essenciais – Entre os dias 6 e 19 de março, ficará suspenso o atendimento presencial em estabelecimentos comerciais da cidade. O comércio poderá funcionar apenas de portas fechadas, através de sistema de retirada, delivery ou drive-thru. Após as 20h está autorizado o funcionamento somente de sistema delivery, sem a venda de bebidas alcoólicas.

Alguns segmentos são considerados essenciais e, portanto, não terão as atividades suspensas durante a fase vermelha. Entre eles estão:

  • saúde (hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas e estabelecimentos de saúde animal)
  • alimentação (supermercados, hipermercados, açougues, padarias, lojas de suplemento e feiras livres).
  • serviços de segurança pública e privada, construção civil e indústria, restaurantes e similares
  • comunicação social (meios de comunicação social executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens)
  • educação.
  • logística (estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos automotores, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos)
  • abastecimento (cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção).

São considerados também como essenciais: hotéis, lavanderias, serviços de limpeza, manutenção e zeladoria, serviços bancários, lotéricas, serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos, bancas de jornais e atividades religiosas.

Para o funcionamento das atividades religiosas, de qualquer natureza, deverá ser observado o limite de 30% de ocupação da capacidade total.

Durante o período da fase vermelha, entre 20h e 5h, fica recomendada na cidade de Santo André a circulação de pessoas e veículos, apenas para os casos de necessidade, urgência e emergência.

Serviços públicos – O atendimento presencial nos órgãos públicos de Santo André ficará suspenso durante todo o período da fase vermelha, entre 6 e 19 de março. A medida vale para a Praça de Atendimento do Paço, Procon, Ouvidoria, postos SIM e Semasa.

Os serviços da Praça da Atendimento e dos postos SIM estarão disponíveis de maneira remota, pelos números 156 e 0800 019 1944. Outra opção é acessar o Portal de Serviços do Cidadão no site da Prefeitura de Santo André (www.santoandre.sp.gov.br). Solicitações relacionadas à zeladoria da cidade podem ser feitas pelo aplicativo Colab, disponível para sistemas Android e iOS.

O atendimento no Procon será feito pelo email procon@santoandre.sp.gov.br e o da Ouvidoria pelo endereço ouvidoria@santoandre.sp.gov.br.

Os serviços de resíduos sólidos da cidade, realizados pelo Semasa, como coleta porta a porta, varrição, recolha de animais mortos e remoção de resíduos de saúde seguirão normalmente. As Estações de Coleta também funcionarão em horário regular, com controle reforçado de entrada e saída de pessoas.

O atendimento presencial e telefônico do Semasa será suspenso temporariamente no período de 6 a 19 de março. As solicitações e os pedidos de abertura de Ordens de Serviço poderão ser realizados pelo site www.semasa.sp.gov.br ou pelo Fale Conosco (também disponível no portal da autarquia). Está interrompida a abertura de novos processos, em razão do fechamento do Posto de Atendimento.

A tramitação de processos de licenciamento ambiental do Semasa continuará normalmente. Para envio de documentos referentes a processos ambientais e mais informações sobre o funcionamento de todos os serviços do Semasa, basta acessar o site www.semasa.sp.gov.br.

Todos os parques da cidade ficarão fechados entre os dias 6 e 19 de março.

Educação – O retorno presencial das atividades escolares para a rede de ensino municipal e estadual ocorrerá de forma gradual em 22 de março, para os ensinos infantil, fundamental e médio. As escolas particulares, que estão funcionando desde 18 de fevereiro, estão autorizadas a manter as atividades presenciais, desde que seja respeitado o limite de 35% dos alunos matriculados.

Gostou de “Santo André na fase vermelha neste sábado”?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana

Depois de protestos de donos de bares e restaurantes, o governador de São Paulo recuou. O estado de São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana.

Com isso, restaurantes e parques podem voltar a abrir nas regiões que estão na fase laranja do Plano São Paulo, que orienta as medidas de combate à pandemia no estado.

Onze regiões estão na fase laranja, incluindo a região metropolitana da capital paulista e a Baixada Santista. O restante do estado está classificado na fase vermelha, a mais restritiva e apenas serviços essenciais podem funcionar.

Segundo o centro de contingência para o coronavírus, a justificativa para flexibilização foi a estabilidade no número de casos e óbitos no estado.

Mas o próprio coordenador do centro de contingência, Paulo Menezes, reconhece que a situação ainda é crítica.

O governo fala em uma redução de cerca de 15% no número de novas internações nas duas últimas semanas, mas, na média, 68% dos leitos de UTI estão ocupados no estado.

Em meio ao anúncio, o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn. criticou o descredenciamento de 89% dos leitos do estado pelo Ministério da Saúde.

Com o descredenciamento, é cortado o repasse do governo federal para o pagamento de profissionais de saúde e insumos necessários para o funcionamento desses leitos. O secretário também cobrou o envio de 15 milhões de insumos em seringas e agulhas.

Nós entramos em contato com o Ministério da Saúde para saber o que motivou do descredenciamento dos leitos e estamos aguardando resposta.

Com Agência Brasil.

Gostou de “São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana

Santo André decreta fase vermelha neste final de semana

Medida visa conter disseminação do novo coronavírus; Santo André decreta fase vermelha: fiscalização também será intensificada

A Prefeitura de Santo André divulgou oficialmente que neste final de semana (30 e 31), a cidade estará sob a fase vermelha do Plano SP, do Governo do Estado, funcionando portanto apenas os serviços essenciais (mercados, postos de combustível, hospitais, farmácias, etc), visando assim evitar aglomerações e conter a disseminação do novo coronavírus. A medida está prevista em decreto municipal publicado nesta quinta-feira (28).

 Durante estes dois dias as atividades e serviços não essenciais poderão funcionar apenas pelo sistema de drive thru ou delivery, através de realizações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares. Os parques da cidade também estarão fechados no período. Já as atividades religiosas poderão funcionar com o limite de 50% de ocupação da capacidade total, bem como as medidas preventivas previstas nos protocolos sanitários.

“A cidade permanece com todas as ações preventivas e protocolos sanitários para conter a disseminação e o avanço da Covid-19. Por isso, intensificar a fiscalização e as medidas que assegurem o distanciamento social é um gesto de cuidado e proteção à vida. Estamos atentos com a subida de novos casos e óbitos, e pedindo a compreensão dos andreenses neste momento, já que estamos no início do fim desta guerra com a chegada das vacinas e a imunização da nossa gente”, assegurou o prefeito Paulo Serra.

A partir da segunda-feira (1º), Santo André retorna para a fase laranja com funcionamento das atividades não essenciais, pelo período máximo de oito horas, no horário das 06h às 20h, a ser estipulado por cada estabelecimento, observando-se o limite de 40% de ocupação da capacidade total. Na próxima semana haverá novo pronunciamento do Governo do Estado para a possível reclassificação das fases.

A fiscalização será feita por meio da Operação Comércio Responsável e os estabelecimentos que descumprirem o decreto estão sujeitos à medidas como aplicação de multa, interdição e revogação do alvará de funcionamento. A Prefeitura tem intensificado a fiscalização em estabelecimentos comerciais, sobretudo em bares, para combater aglomerações e festas clandestinas, orientar quanto à falta do uso de máscara e multar locais que não estão seguindo os protocolos sanitários e de segurança, para a prevenção da Covid-19. 

As equipes de fiscalização trabalham desde março de 2020, quando teve início a pandemia, com equipes do Departamento de Controle Urbano da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Guarda Civil Municipal e Polícia Militar.


| Texto: Guilherme Menezes
| Fotos: 
Angelo Baima/PSA

Gostou de “Santo André decreta fase vermelha neste final de semana”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil e conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Santo André decreta fase vermelha
O que abre e o que fecha

O que abre e o que fecha em Ribeirão Pires

Medidas seguem diretrizes do Governo do Estado, pelo Plano São Paulo, para conter a propagação do coronavírus. Portanto, confira o que abre e o que fecha na cidade neste final de ano.

Ribeirão Pires seguirá as novas diretrizes estabelecidas pelo Governo do Estado para conter a propagação do coronavírus nos próximos dias (Decreto Estadual Nº 65.415/2020). Entre 25 a 27 de dezembro e 1 a 3 de janeiro, áreas de lazer (mesmo que dentro de imóveis privados como hotéis ou pousadas); comércios de rua e shoppings; bares e restaurantes; e lojas de conveniência terão suas atividades presenciais suspensas – não poderão abrir para atendimento ao público.

Bares, restaurantes, lanchonetes e similares, bem como lojas de conveniência, poderão manter os serviços de retirada no balcão ou entrega em domicílio – delivery.

O que abre e o que fecha

– Serviços relacionados à saúde – hospitais, clínicas, farmácias, lavanderias, serviços de limpeza e estabelecimentos veterinários;

– Alimentação – supermercados, hipermercados, açougues e padarias (SEM CONSUMO DE ALIMENTOS OU BEBIDAS NO LOCAL);

– Abastecimento – transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores e bancas de jornal;

– Hotéis e pousadas – respeitando distanciamento e proteção pessoal e coletiva.

Seguem vigentes as normas sanitárias e de segurança contra o coronavírus para os estabelecimentos que terão mantidas atividades presenciais: uso obrigatório de máscara de proteção; aferição da temperatura e disponibilização de álcool gel 70% na entrada dos estabelecimentos; limpeza de áreas de uso comum e boa ventilação dos espaços; limite da capacidade de pessoas nos locais (de acordo com o tipo de atividade); entre outras.

Jornal Grande ABC

O que abre e o que fecha

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 2.704 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

plano sao paulo abc

Grande ABC avança para fase 4 do Plano São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo reclassificou, nesta sexta-feira (9/10), o Grande ABC no Plano São Paulo, que trata da reabertura gradual da economia.
Com a reclassificação, o Grande ABC passa da fase 3 – amarela (de flexibilização) para a fase 4 – verde (de abertura parcial), com menores restrições.

O resultado é fruto da união e do trabalho conjunto realizado pelas prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, que desenvolveram ações integradas e exitosas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, tendo como um dos resultados a redução da taxa de ocupação dos leitos reservados para a doença na região.

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, representado pelas sete prefeituras do Grande ABC, vai discutir regionalmente a reclassificação no Plano São Paulo em assembleia ordinária do colegiado, marcada para a próxima sexta-feira (16/10).

As prefeituras do Grande ABC reiteram que a população deve continuar colaborando com o isolamento social e seguindo os protocolos de higiene, com o objetivo de manter a atual classificação da região e, assim, evitar uma nova onda de contaminação pelo novo coronavírus.