Braskem investe mais de R$ 430 milhões na sede de Santo André

Prefeitura prestará suporte à paralisação programada no Polo Petroquímico a partir desta segunda-feira; Confira sobre a Braskem investe em Santo André

A Prefeitura de Santo André prestará suporte com equipe de segurança e trânsito para a empresa petroquímica Braskem, que realizará uma manutenção programada na sua sede do Parque Capuava a partir desta segunda-feira (5).

A empresa paralisará parte de sua produção para realizar a Manutenção Planejada (MP) das unidades de Químicos e Polietilenos (Q3 CK, Q3 IN e PE7), por um período de cerca de 50 dias.

Durante a ação, ocorrerão alterações no funcionamento do flare, tocha que é um mecanismo seguro para a queima de gases utilizado por indústrias químicas, petroquímicas e refinarias. Ele será acionado com mais intensidade nos primeiros dias da manutenção, depois será desligado e voltará com mais intensidade no fim dos trabalhos. O procedimento é inteiramente controlado e não oferece riscos à população.

A medida de manutenção é obrigatória e ocorre em períodos determinados para atender a legislação brasileira NR13 e também para a implementação de melhorias que mantém a fábrica operando com qualidade e segurança. Ao todo, a companhia investirá mais de R$ 430 milhões em cerca de 40 projetos de melhorias e manutenção do complexo, que têm como foco a segurança, o aumento da confiabilidade da operação e a otimização energética.

“A segurança é um valor inegociável para a Braskem e está elencada como prioridade entre nossos macro-objetivos para o desenvolvimento sustentável. Nossa meta é estar entre as referências da indústria no setor químico mundial. De acordo com nosso último Relatório Anual publicado em 2019, este objetivo já estava 72,3% alcançado, mas queremos aumentar este percentual”, explica o diretor industrial da regional São Paulo da Braskem, Luís Pazin.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, a parada é um momento de modernização, inovação e melhora na segurança e na eficiência energética. “Diante da paralisação da Braskem para manutenção, a Prefeitura dialogou com a diretoria de Assuntos Institucionais da empresa e se colocou à disposição para apoiar nessa importante operação que resguarda não só a segurança dos munícipes, mas oportunidades de emprego e renda, uma vez que mais de 4.000 colaboradores de 100 fornecedores de todo Brasil movimentarão a economia da nossa cidade”, afirma.

A grande operação atenderá todos os protocolos sanitários impostos pelo momento de pandemia de coronavírus, priorizando a saúde e a segurança dos integrantes e da comunidade. A indústria é considerada como atividade essencial pelo Plano São Paulo, do Governo do Estado. No caso da Braskem, especificamente, há importância, inclusive, para a produção de insumos e itens utilizados no enfrentamento da Covid-19.

A Braskem manterá um canal para esclarecer possíveis dúvidas, transmitir informações ou contatar a companhia em casos de emergência. O telefone 0800 161 647 estará disponível 24 horas, todos os dias da semana. Detalhes sobre a ação estão disponíveis no site www.braskem.com.br/manutencaoplanejada.

Braskem investe
Braskem investe na sede de Santo André. Fotos aéreas da planta Unib Cracker de Mauá. 1.1.3. Assistente: Leonardo Reis Foto: Bitenka

Polo Petroquímico – A Braskem é parceira da Prefeitura de Santo André no programa de Turismo Industrial e de Inovação, onde são realizadas visitas guiadas à planta da empresa. As visitações no momento estão suspensas, por conta da pandemia Covid-19. Além disto, também há conversas para que a empresa faça parte do Hub de Inovação do Parque Tecnológico de Santo André.

Criado em 1972, o Polo Petroquímico é representado pelo Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC (COFIP ABC), agrupa 16 empresas nacionais e multinacionais, e é responsável pelo fornecimento de insumos, matérias-primas e produtos estratégicos para todo o setor produtivo brasileiro.

Em 2018, foram estimados R$ 9,7 bilhões no faturamento do Polo, com quase 10 mil empregos diretos e indiretos.

Com informações da Prefeitura de Santo André.

Gostou de “Braskem investe mais de R$ 430 milhões na sede de Santo André?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.185 outros assinantes

Caminhoneiros realizam protestos nesta segunda-feira

Manhã tranquila na maioria das rodovias do país, apesar da promessa de paralisação por algumas associações e sindicatos de caminhoneiros. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, houve um ponto de retenção, registrado às 11h na rodovia BR-304 Rio Grande do Norte, na altura de Mossoró. Caminhoneiros realizam protestos em pontos do país.

As entidades representativas dos caminhoneiros ficaram divididas quanto à decisão de paralisar nesta segunda-feira (1).

O Conselho Nacional de Transporte Rodoviários de Cargas, por exemplo, alega que as tentativas administrativas de negociações ficaram esgotadas e reivindicam, por exemplo, o cumprimento da lei do frete e a revogação da política de preços de importação da Petrobrás. O representante do Conselho em São Paulo, Luís Fernando comentou a baixa adesão ao movimento.

Por outro lado as associações de caminhoneiros como a CNTA e Abrava afirmaram que não participariam da paralisação. Entendem que, em tempos de pandemia, não seria o  momento de parar.

Osmar Gonçalves, do Sindicato dos Caminhoneiros Autonômos de São Paulo, diz, que mesmo assim, haverá cobrança quanto ao cumprimento de promessas do governo.

O único ponto de protesto registrado nesta manhã no estado de São Paulo ocorreu na rodovia Castelo Branco, entre os quilômetros 24 ao 26 na direção à capital.

Os manifestantes pediam a diminuição do ICMS dos combustíveis por parte do governo do estado e diminuição também do valor dos pedágios.

Em nota, o governo do estado de São Paulo respondeu que já cobra o menor ICMS sobre os combustíveis dentre os estados da federação, que 47% do preço do Diesel vem de determinação da Petrobrás e que o reajuste de pedágios previsto para julho de 2020 acabou adiado para dezembro do mesmo ano.

O ministério da Infra-estrutura enviou nota afirmando que o ministro Tarcísio Freitas conversou com representantes da categoria e reafirmou total abertura para o diálogo. Acrescentou, ainda, que não vão negociar com qualquer indicativo de paralisação.
Com produção de Michele Moreira.

Com informações de Agência Brasil.

Gostou de “Caminhoneiros realizam protestos nesta segunda-feira”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Caminhoneiros realizam protestos