3 presos por roubo de fiação elétrica; material avaliado em R$ 40 mil

Cerco aos 3 criminosos presos aconteceu na avenida Atlântica, na Vila Valparaíso, na manhã desta terça, por roubo de fiação.

A GCM de Santo André prendeu três pessoas na manhã desta terça-feira (25) por roubo de fiação elétrica de um condomínio localizado na avenida Atlântica, na Vila Valparaíso.

Os guardas foram acionados por moradores do local e, quando chegaram para iniciar o cerco, dois dos suspeitos foram presos em flagrante e outro detido posteriormente nas redondezas. Com estes indivíduos foi encontrada fiação elétrica furtada também de outros locais, avaliada em cerca de R$ 40 mil.

Assim que avistaram a presença da GCM chegando ao local da ocorrência, os indivíduos fugiram pela avenida Atlântica e dois deles foram alcançados pelos guardas e presos. Durante a fuga os homens abandonaram duas bicicletas, também produto de roubo.

Os GCMs prosseguiram com as diligências e buscas no local e prenderam o terceiro criminoso, que já possui dois mandados de prisão em aberto. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Santo André e os três homens se encontram à disposição da Justiça.

| Texto: Daniel Betega
| Fotos: Divulgação/PSA

Casos recorrentes na região

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Santo André impediu no dia 15 deste mês (maio) um assalto rua Igarapava, também bairro Valparaíso. Uma viatura realizava patrulha na região quando flagrou três indivíduos abordando uma mulher que guiava um Jeep Renegade. Confira esta matéria aqui.

Gostou da nossa matéria “3 presos por roubo de fiação elétrica; material avaliado em R$ 40 mil“?

3 presos por roubo de fiação elétrica; material avaliado em R$ 40 mil

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.140 outros assinantes

GCM de Santo André e Civil realizam operação no Campestre

A GCM de Santo André e o Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil, realizaram nesta quarta-feira (24) uma operação no bairro Campestre, com o objetivo de coibir ações criminosas na região.

A Operação Bairro Seguro realizou bloqueios e rondas nas principais vias da região com o auxílio das equipes da Romo (Rondas com Motocicletas) e Romu (Rondas Ostensivas Municipais), e dos agentes da Polícia Civil, priorizando o bem-estar e a segurança dos moradores e comerciantes do bairro. A ação vai continuar nos próximos dias com foco na saturação dos delitos.

“A operação é fruto da análise criteriosa dos índices criminais e apontamentos que recebemos dos moradores e comerciantes. Mantemos o nosso compromisso de melhorar cada vez mais a segurança para a população com a colaboração das forças policiais da nossa cidade”, destacou o prefeito Paulo Serra.

O secretário de Segurança Cidadã, Edson Sardano, destacou a importância da realização de ações como esta. “Estamos atendendo a uma demanda da população do bairro junto com a nossa GCM e com apoio do Garra. Hoje mesmo nos reunimos com o alto comando da Polícia Militar e o prefeito Paulo Serra e, entre os assuntos, tratamos da continuidade das operações no bairro e em outras localidades onde os indicadores criminais apontem alguma alteração importante”, frisou.

Prisão – A Operação Bairro Seguro, desencadeada no bairro Campestre, realizou nesta quarta a prisão de uma pessoa na avenida Prestes Maia, altura do número 170. O indivíduo portava quatro celulares roubados de um estabelecimento comercial. Estes aparelhos roubados eram utilizados pelos funcionários da empresa no momento da ocorrência.

Um dos funcionários, após a deflagração do delito, acionou a Guarda Civil Municipal que já atuava nas ações de saturação do bairro e realizou a perseguição do indivíduo, com o auxílio das equipes da Romo. A ocorrência foi registrada no 4º Distrito Policial de Santo André e o detido se encontra à disposição da Justiça.

| Texto: Daniel Betega

Gostou da nossa matéria “GCM de Santo André e Civil realizam operação no Campestre“?

GCM de Santo André e Civil realizam operação no Campestre
Fotos: Angelo Baima/PSA

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.140 outros assinantes

GCM de Santo André tem armamento e munição renovados

Investimentos serão aplicados em ações das Rondas Ostensivas Municipais, para combate de situações de risco e contra à criminalidade, ampliando capacidade da GCM de Santo André.

A Secretaria de Segurança Cidadã recebeu na tarde desta terça-feira (22) novos equipamentos para as equipes da GCM (Guarda Civil Municipal). No total, foram entregues armas, entre escudos balísticos, carabinas táticas e espingardas calibre 12.

Segundo o prefeito Paulo Serra, a segurança pública é uma das principais preocupações, já que afeta todas as classes. “Santo André puxou para si a responsabilidade de integrar as forças policiais, como forma de combater a criminalidade. Ação esta que vem resultando na queda dos índices de crimes contra o patrimônio e contra a vida no município. Adicionalmente, investimos em 32 novas viaturas, fardamento completo, coletes e, agora, no armamento do nosso efetivo, dando condições para a nossa Guarda de atuar com maior eficiência na proteção da nossa gente”, ressaltou.

Inicialmente os equipamentos serão destinados para equipes táticas da ROMU (Rondas Ostensivas Municipais), que são as que estão em primeiro confronto de ações de maior risco.

A prefeitura entregou sete carabinas, cinco espingardas e quatro escudos. Nesse sentido, equipamentos para ações em que seja necessário avançar com o mínimo possível de disparos realizados por forças de segurança, para evitar danos colaterais.

Investimentos na GCM de Santo André

A deputada federal e policial Katia Sastre é autora da emenda parlamentar, por meio da qual foi possível a aquisição dos equipamentos. O investimento gira em torno de R$ 100 mil. Além disso, o município também adquiriu 5 mil munições de cartuchos calibre 40, com própios recursos.

Santo André também formalizou o novo estatuto da corporação, após 30 anos. Portanto, com a modernização da legislação foi possível criar novas categorias salariais e perspectivas de crescimento profissional da carreira. Os ganhos podem chegar a 70% do salário-base dos GCMs. As equipes também receberam novos uniformes e coletes balísticos.

GCM de Santo André

Para reforçar a segurança e patrulhamento da cidade, foram entregues 48 novos veículos, sendo oito viaturas Renault Duster, 19 viaturas Chevrolet Spin, cinco viaturas Toyota SW4 2.7 e seis viaturas Yamaha XT 600r.

Próximas ações

Ainda, o prefeito anunciou que as próximas ações contemplarão a reforma e modernização da sede da Guarda. Além disso, aquisição de armamento curto, como revólveres e pistolas. Todavia, Paulo Serra reforçou a necessidade de cobrar do governo federal o endurecimento das Leis. Portanto, para combater a sensação de impunidade, que motiva o crime.

“As pessoas cobram muito sobre pequenos delitos, como os furtos de celulares e crimes menores, mas precisamos cobrar o Governo Federal para que faça revisão do código penal e código de processo. A GCM está equipada, vai prender e se não houver revisão, logo a Justiça vai soltar. Isso precisa mudar. Precisamos desse endurecimento para também equipar de forma indireta ainda mais os nossos GCMs, de forma a terem autoridade e a percepção de que o bandido não vai ficar impune, isso somada a todas as outras ações que são feitas na cidade”, pontuou o prefeito Paulo Serra.

Texto: Rafaela Mazarin