Arquivo da categoria: Segurança Pública

Encontre aqui as matérias produzidas especialmente pelos nossos colunistas! Tudo que é importante e relevante, trazemos para você ficar por dentro! Portanto, Leia, curta, comente e compartilhe! Segurança Pública, feito para você!

Jornal Grande ABC e Segurança Pública

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Sendo assim, nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Portanto, nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 72 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre! Editoriais ABC, feito para você!

Você sabe o que é o ABCBook? Ainda não? Está perdendo uma grande oportunidade …

GANHE PARA NAVEGAR! VEJA AS NOTÍCIAS, COMENTE, COMPARTILHE, FAÇA AMIGOS E GRUPOS. MAIS QUE UMA REDE SOCIAL, É ABCBOOK!

Polícia Federal investiga o pagamento de 12 milhões de reais em propina em contratos feitos

PF investiga obras de arte para lavara propina da Transpetro

Em uma nova fase da Lava Jato, Polícia Federal investiga o pagamento de 12 milhões de reais em propina em contratos feitos com a Transpetro. PF investiga obras de arte.

O dinheiro teria sido lavado com a compra de obras de artes e imóveis.

São pelo menos onze mandados de busca e apreensão realizados em Brasília, Angra dos Reis e nas capitais, São Luís, São Paulo e Rio de Janeiro.

Entre os endereços estão os de Edison Lobão Filho e Márcio Lobão, filhos do ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão.

Batizada de Vernissage, a operação mira a apreensão de obras de arte, que passarão por perícia para identificação do real valor.

As investigações apontam que elas teriam sido compradas por quantias superiores as que foram apresentados nas notas e recibos emitidos à Receita Federal.

Em alguns casos, a diferença entre o valor pago pela obra e o declarado pode ultrapassar 500 por cento.

Outro exemplo é um apartamento que foi comprado por um milhão de reais, em 2007, e vendido por três milhões de reais dois anos depois.

De acordo com a Polícia Federal, essa valorização não corresponde às condições do mercado imobiliário da época.

“PF investiga obras de arte para lavara propina da Transpetro” com informações de Rádio2.

Gostou da matéria “PF investiga obras de arte para lavara propina da Transpetro”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Para periodicidade, confira informações no email recebido. Então, aproveite e leia mais sobre Ações da Polícia Federal.

PF investiga obras de arte

GCM de Santo André prende dois suspeitos por roubo de veículo

Agentes da Romu (Rondas Ostensivas Municipais) patrulhavam a área quando abordaram o carro para averiguação; duas pessoas presas na Vila Guiomar por roubo de veículo

Santo André, 8 de janeiro de 2021 – Uma equipe da Romu (Rondas Ostensivas Municipais), da GCM de Santo André, prendeu duas pessoas por roubo de veículo na tarde desta sexta-feira (8) na Vila Guiomar. A viatura patrulhava a área quando recebeu uma comunicação via rádio sobre a ocorrência de um roubo na região.

Ao avistar um veículo com as mesmas características, na rua Almeida Garret, os GCMs iniciaram a averiguação do automóvel e encontraram alguns dos pertences da vítima no interior do carro. Ao ser indagado sobre a origem destes pertences, um dos criminosos não soube explicar e indicou um endereço onde estariam os documentos do veículo para comprovar autenticidade. Ao chegar no local, uma suspeita foi abordada para averiguação.

A partir daí os GCMs fizeram contato com a vítima, que reconheceu as duas pessoas como as autoras do roubo. Os mesmos foram conduzidos ao 4° Distrito Policial, se encontram presos por roubo e estão à disposição da justiça.

Investimentos – A Prefeitura de Santo André tem realizado constantes investimentos para valorizar a Guarda Civil Municipal e reforçar a segurança em todas as regiões da cidade, de forma integrada entre as forças policiais. No último mês de dezembro, foram entregues novos armamentos, munição e escudos para a corporação.

Além do constante processo para equipar e melhorar as condições de trabalho da Guarda Civil Municipal, Santo André também formalizou na atual gestão o novo estatuto da GCM, após uma espera de 30 anos. Com a modernização da legislação foi possível criar novas categorias salariais e perspectivas de crescimento profissional da carreira, com elevação nos ganhos que podem chegar a 70% do salário-base da categoria. As equipes também receberam novos uniformes e coletes balísticos.

Para reforçar a segurança e patrulhamento da cidade, foram entregues 48 novos veículos, sendo oito viaturas Renault Duster, 19 viaturas Chevrolet Spin, cinco viaturas Toyota SW4 2.7 e seis viaturas Yamaha XT 600r.

Com informações de Daniel Betega e fotos de Alex Cavanha/PSA

Gostou de “GCM de Santo André prende duas pessoas por roubo de veículo“?

Então, assine nossa Newsletter. Não deixe de comentar logo abaixo também. Leia mais sobre Santo André.

Conheça nossos parceiros Entre Séries, Dica App do Dia, Passa de Fase, Rogério de Caro, Graça Decaro, Amorarica, Excelsior Serviços, Blog PS, DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES e Márcio Pinheiro Advocacia

GCM de Santo André prende dois suspeitos por roubo de veículo

Venda de Vacina contra Covid-19: Procon investiga anúncios

O Procon São Paulo identificou um site com anúncios falsos de venda de vacina contra covid-19. Batizado como Farmácia 24 horas, o site oferecia caixas de vacinas com 10 doses ao preço de R$98.

Para efetivar a compra, o site exigia que os consumidores preenchessem um cadastro com informações, inclusive com dados do cartão de crédito. Para o chefe de gabinete do Procon São Paulo, Guilherme Farid, a venda de vacinas que não existem é só uma parte do golpe.

O especialista lembra aos consumidores que ainda não existem vacinas contra o coronavírus registradas pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária e qualquer oferta do produto é golpe.

A página com o anúncio falso da vacina foi denunciada por consumidores via redes sociais e já está fora do ar. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil, mas o Procon disse que está monitorando as redes para localizar novas tentativas de golpes.

Quem quiser registrar alguma denúncia pode ir direto no site Procon.sp.gov.br ou ir direto no perfil da instituição @proconsp no Facebook, Instagram, e no Twitter.

“Venda de Vacina contra Covid-19: Procon investiga anúncios” é em parceria com Agência Brasil

Venda de Vacina contra Covid-19

Gostou de “Venda de Vacina contra Covid-19…”?

Então, assine nossa Newsletter. Não deixe de comentar logo abaixo também. Leia mais sobre Procon.

Preso homem que agredia ex-companheira e a mantinha em cárcere

Equipe especializada da Romu atendeu a ocorrência na tarde deste sábado e levou preso homem agressor; vítima receberá a partir de agora acompanhamento da Patrulha Maria da Penha

Santo André, 2 de janeiro de 2021 – A Guarda Civil Municipal (GCM) de Santo André foi acionada na tarde deste sábado (2) para atendimento de uma ocorrência de violência doméstica e cárcere privado no Jardim Santa Cristina. A GCM recebeu uma ligação informando que a vítima não havia comparecido ao trabalho neste sábado e que era mantida sob ameaça em seu apartamento.

Preso homem

De imediato uma equipe da Romu (Rondas Ostensivas Municipais) compareceu ao local, na rua Professora Odila Bento, no Jardim Santa Cristina, e adentrou ao apartamento. O ex-marido estava em um quarto com a vítima, mantida em cárcere privado desde sexta-feira (1°), junto com seu filho de 12 anos.

A ex-companheira informou que foi agredida na noite de sexta e o filho ameaçado com uma faca. A GCM deu voz de prisão ao homem e verificou que constava uma medida protetiva para a vítima, para que permanecesse longe da mulher.

A partir de agora a vítima será atendida e receberá acompanhamento da Patrulha Maria da Penha, especializada no atendimento a mulheres vítima de violência. O ex-marido foi detido e encaminhado ao 6º Distrito Policial de Santo André, na Vila Mazzei.

Com informações da Prefeitura de Santo André

Veja mais notícias de Santo André

GCM de Santo André

GCM de Santo André tem armamento e munição renovados

Investimentos serão aplicados em ações das Rondas Ostensivas Municipais, para combate de situações de risco e contra à criminalidade, ampliando capacidade da GCM de Santo André.

A Secretaria de Segurança Cidadã recebeu na tarde desta terça-feira (22) novos equipamentos para as equipes da GCM (Guarda Civil Municipal). No total, foram entregues armas, entre escudos balísticos, carabinas táticas e espingardas calibre 12.

Segundo o prefeito Paulo Serra, a segurança pública é uma das principais preocupações, já que afeta todas as classes. “Santo André puxou para si a responsabilidade de integrar as forças policiais, como forma de combater a criminalidade. Ação esta que vem resultando na queda dos índices de crimes contra o patrimônio e contra a vida no município. Adicionalmente, investimos em 32 novas viaturas, fardamento completo, coletes e, agora, no armamento do nosso efetivo, dando condições para a nossa Guarda de atuar com maior eficiência na proteção da nossa gente”, ressaltou.

Inicialmente os equipamentos serão destinados para equipes táticas da ROMU (Rondas Ostensivas Municipais), que são as que estão em primeiro confronto de ações de maior risco.

A prefeitura entregou sete carabinas, cinco espingardas e quatro escudos. Nesse sentido, equipamentos para ações em que seja necessário avançar com o mínimo possível de disparos realizados por forças de segurança, para evitar danos colaterais.

Investimentos na GCM de Santo André

A deputada federal e policial Katia Sastre é autora da emenda parlamentar, por meio da qual foi possível a aquisição dos equipamentos. O investimento gira em torno de R$ 100 mil. Além disso, o município também adquiriu 5 mil munições de cartuchos calibre 40, com própios recursos.

Santo André também formalizou o novo estatuto da corporação, após 30 anos. Portanto, com a modernização da legislação foi possível criar novas categorias salariais e perspectivas de crescimento profissional da carreira. Os ganhos podem chegar a 70% do salário-base dos GCMs. As equipes também receberam novos uniformes e coletes balísticos.

GCM de Santo André

Para reforçar a segurança e patrulhamento da cidade, foram entregues 48 novos veículos, sendo oito viaturas Renault Duster, 19 viaturas Chevrolet Spin, cinco viaturas Toyota SW4 2.7 e seis viaturas Yamaha XT 600r.

Próximas ações

Ainda, o prefeito anunciou que as próximas ações contemplarão a reforma e modernização da sede da Guarda. Além disso, aquisição de armamento curto, como revólveres e pistolas. Todavia, Paulo Serra reforçou a necessidade de cobrar do governo federal o endurecimento das Leis. Portanto, para combater a sensação de impunidade, que motiva o crime.

“As pessoas cobram muito sobre pequenos delitos, como os furtos de celulares e crimes menores, mas precisamos cobrar o Governo Federal para que faça revisão do código penal e código de processo. A GCM está equipada, vai prender e se não houver revisão, logo a Justiça vai soltar. Isso precisa mudar. Precisamos desse endurecimento para também equipar de forma indireta ainda mais os nossos GCMs, de forma a terem autoridade e a percepção de que o bandido não vai ficar impune, isso somada a todas as outras ações que são feitas na cidade”, pontuou o prefeito Paulo Serra.

Texto: Rafaela Mazarin

Encontrado vereador

Encontrado vereador Marcelo Akira

Encontrado o vereador, estava sujo de barro e debilitado neste sábado (19) na mata da cidade. Ele sumiu na sexta-feira (18), quando um homem teria entrado em seu carro e o obrigado a dirigir até uma pedreira, onde fugiu. Veículo estava no local.

Ele estava desaparecido desde sexta-feira (18), quando foi diplomado. Antes, já haviam encontrado seu carro, em uma pedreira desativada na cidade. A assessoria de imprensa da PM confirmou a informação.

De acordo com a corporação, Marcelo foi achado por volta das 13h próximo à área de mata no entorno da pedreira. Ele estava “sujo de barro e desorientado”, segundo a PM. Apesar de estar consciente, ficou deitado e aparentava estar debilitado. Para resgatar o político, acionaram uma ambulância para o local.

As polícias Civil e Militar estavam fazendo buscas por Marcelo desde o início desta manhã na pedreira. A família informou que o vereador mandou mensagens de celular para alertar que um homem entrou em seu carro e o obrigou a dirigir até o local onde o veículo foi encontrado. Em seguida, o político disse que fugiu e não fez mais contato.

Prefeitura sobre vereador encontrado

A Prefeitura de Rio Grande da Serra informou que “Marcelo Akira foi encontrado com vida pela polícia, com auxílio da GCM, em meio à mata. Segundo informações preliminares, ele teria fugido para o local após sofrer uma tentativa de assalto, e por lá teria permanecido até então devido a possíveis problemas de saúde que o teriam deixado debilitado.”

Encaminharam Marcelo Akira para a UPA 24h do município, onde recebe atendimento médico.

O automóvel de Marcelo estava com a porta aberta, em uma área de difícil acesso pelo mato. O local está desativado há mais de 20 anos e é conhecido como Paredão da Pedreira, região de trilhas frequentada por diversas pessoas.

Equipes especializadas da Polícia Civil e da Polícia Militar (PM) estavam no local nesta manhã. Policiais usaram drone com sensor térmico, para sobrevoar o terreno e tentar encontrar o vereador.

Durante a campanha, Marcelo publicava vídeos nas redes sociais para reclamar dos problemas da cidade, e cobrar ações da prefeitura.

Em sua última publicação antes de desaparecer, feita na tarde de sexta, ele agradeceu aos eleitores e comemorou sua diplomação como vereador.

Jornal Grande ABC

Encontrado vereador

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Sendo assim, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 72 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Marcelo Akira desaparecido

Marcelo Akira desaparecido após assalto

Akira falou com a esposa à noite, pouco antes do sumiço, e comentou que a bateria de seu celular estava acabando. Marcelo Akira ainda está desaparecido.

Marcelo Akira, vereador eleito pelo Podemos de Rio Grande da Serra, na Grande São Paulo, desapareceu na noite desta sexta-feira (18). O carro de Akira, modelo Corsa Classic, foi encontrado rua Natal Perilo, em uma zona de mata, no bairro Pedreira.

Segundo a Polícia Civil, Akira falou com a esposa por volta de 22h e comentou que a bateria de seu celular estava acabando.

Como ele demorou para voltar para casa, a esposa tentou ligar por várias vezes para o telefone, já na caixa postal.

Sendo assim, a polícia foi acionada por uma pessoa que encontrou um veículo abandonado. Chegando no endereço, os agentes constataram que se tratava do automóvel do vereador eleito.

Marcelo Akira segue desaparecido

O carro já foi periciado e a polícia colheu impressões digitais deixadas no veículo para tentar identificar os suspeitos do crime.

Até o momento, não localizaram Marcelo Akira ou algum suspeito. Portanto, equipes da Policia Militar e Grupo de Operações Especiais (GOE) estão pelo local realizando buscas.

Ainda de acordo com a Policia Civil, segundo informações de familiares, o vereador eleito não sofria nenhum tipo de ameaça. No 1° Distrito Policial de Ribeirão Pires, o caso será registrado.

Esposa faz apelo nas redes sociais

Cynthia Gonzalo, esposa de Akira, fez uma publicação nas redes sociais na madrugada deste sábado (19), pedindo por ajuda para encontrar o marido, que, para ela, teria sofrido uma tentativa de homicídio.

“Tive contato com ele até as 22:27. O celular descarregou. Acredito que conseguiu fugir e está perdido na mata… me ajudem”, escreveu ela.

Jornal Grande ABC

Marcelo Akira desaparecido

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Dessa forma, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 72 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

O Governo Federal instituiu, nesta quarta-feira (9), o Comitê Intersetorial que ficará responsável pela elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio (PNEF). De acordo com o decreto assinado pelo presidente da República Jair Bolsonaro, o grupo atuará no âmbito do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e vai levar em conta ações integradas com ênfase no feminicídio íntimo.

“Juntos, o nosso ministério e o Ministério da Justiça estão construindo um plano nacional de enfrentamento ao feminicídio. Os números estão aí. Só o Ligue 180 registrou aumento de 39% no número de denúncias de violência contra mulher este ano. Nós temos que dar uma resposta imediata. Por isso, o plano chega no momento que o Brasil mais precisa. Mulheres estão sendo assassinadas”, afirmou a ministra.

Para a titular da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), Cristiane Britto, a política voltada para mulheres em situação de violência precisa ser transversal. “Temos certeza de que o Comitê irá realizar um trabalho consistente que nos permitirá avançar no combate ao feminicídio”, afirmou.

Além de representantes da SNPM e da Secretaria Nacional da Criança e do Adolescente (SNDCA), que integram a estrutura do MMFDH, vão integrar o comitê membros do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Ministério da Cidadania; Ministério da Saúde (MS); e Ministério da Educação (MEC).

Todos os integrantes titulares e respectivos suplentes serão indicados pelos órgãos que representam e designados pela titular do MMFDH, ministra Damares Alves.

As reuniões, que podem ocorrer de maneira presencial e por videoconferência, vão ser realizadas a cada 15 dias de forma ordinária e, em caráter extraordinário, sempre que convocadas pelo presidente do comitê. O horário de início e de término dos encontros, assim como a pauta de deliberações, vão ser especificados no ato de convocação.

Para a deliberação será necessária a maioria absoluta dos participantes. Já nas votações, para o quórum de aprovação, basta a maioria simples.

O trabalho do Comitê Intersetorial terá a duração de dois meses. Mas, em caso de necessidade, o prazo pode ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Após aprovada a minuta do Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio e elaborado o relatório de atividades, o grupo será extinto.

PF apreende 21 kg de cocaína

PF apreende 21 kg de cocaína

PF apreende 21 kg de cocaína: Passageiro tentava embarcar com a droga em voo para a Etiópia

A PF prendeu nesta quinta-feira (26/11) , no Aeroporto Internacional de São Paulo, um homem tentando embarcar com grande quantidade de droga em voo internacional.

Policiais federais, que atuam na fiscalização de bagagens despachadas, identificaram com o auxílio do aparelho de raio-x, diversos volumes suspeitos. Dentro destes, estavam compostos por substância orgânica, dentro de malas despachadas para voo com destino a Addis Ababa, na Etiópia.

O proprietário das malas, um homem, nacional de Burquina Faso, de 35 anos, foi localizado e conduzido à delegacia para, na presença de testemunhas, acompanhar a realização dos exames periciais. Dentro das malas, no interior de suportes para papel toalha, os policiais encontraram diversos volumes contendo cocaína, cujo peso somou quase 21 kg. O suspeito recebeu voz de prisão.

O preso será encaminhado à Justiça Federal, onde responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas.

PF apreende 21 kg de cocaína

PF apreende 21 kg de cocaína

Polícia Federal aperta o cerco PF apreende 21 kg de cocaína

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal deflagraram nesta segunda-feira (23) a Operação Enterprise. Somente no dia, cerca de 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita cumpriram 149 mandados de busca e 66 mandados de prisão. As ações forma nos estados do Paraná, de Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, do Pará, Minas Gerais, do Rio Grande do Norte, da Bahia e de Pernambuco. As medidas foram expedidas pela 14ª Vara Federal de Curitiba.

A Interpol também foi acionada para a prisão de oito investigados que estão no exterior, assim como a identificação e sequestro de bens em outros países. “É a maior operação do ano no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e uma das maiores da história na apreensão de cocaína nos portos brasileiros, uma vez se tratar de uma organização criminosa especializada no envio de cocaína para a Europa”, destacou a assessoria da PF.

contra lavagem de dinheiro do tráfico

PF deflagra maior operação do ano contra lavagem de dinheiro

Estão sendo sequestrados aproximadamente R$ 400 milhões em bens do narcotráfico

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Receita Federal, dando sequência ao cumprimento de diretrizes de descapitalização patrimonial, prisão de lideranças e cooperação internacional, deflagrou nesta segunda-feira (23/11) a Operação Enterprise, a maior operação do ano no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e uma das maiores da história na apreensão de cocaína nos portos brasileiros, uma vez se tratar de uma organização criminosa (ORCRIM) especializada no envio de cocaína para a Europa.

Dando sequência ao cumprimento da diretriz de desarticulação patrimonial do crime organizado, estão sendo sequestrados aproximadamente R$ 400 milhões em bens do narcotráfico, sendo a maior operação do ano em sequestro patrimonial, consubstanciados em aeronaves, imóveis e veículos de luxo, havendo a expectativa de que novos bens sejam identificados após o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

A Operação ENTERPRISE se destaca ainda por ser a MAIOR da história em apreensão de cocaína, pois durante a investigação foram anteriormente apreendidas 50 toneladas da droga nos portos do Brasil, da Europa e da África, tratando-se de um importante trabalho de integração entre a Polícia Federal e a Receita Federal na repressão ao tráfico internacional de drogas nos portos nacionais. Tal volume de apreensões situa essa organização criminosa como uma das maiores em atuação no país.

O esquema utilizado pelos criminosos consistia na lavagem de bens e ativos multimilionários no Brasil e no exterior com uso de várias interpostas pessoas (laranjas) e empresas fictícias, a fim de dar aparência lícita ao lucro do tráfico.

Na data de hoje, cerca de 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita Federal cumprem 149 mandados de busca e 66 mandados de prisão nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco. As medidas foram expedidas pela 14ª Vara Federal de Curitiba.  

Em continuidade às ações de cooperação internacional, foram expedidas, ainda, difusões vermelhas na Interpol para a prisão de oito investigados que estão no exterior, bem como a identificação e sequestro de bens em outros países.

ENTERPRISE: O nome da operação faz alusão à dimensão da organização criminosa investigada, que atua como um grande empreendimento internacional na lavagem de dinheiro e exportação de cocaína, o que trouxe alto grau de complexidade à investigação policial.

comércio de cédulas falsas em rede social

PF combate comércio de cédulas falsas em rede social

Uma mulher foi presa em flagrante

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na quinta-feira (19/11), uma mulher, de 21 anos, residente no município, pela aquisição de cédulas falsas de real oferecidas em uma rede social.

A ação ocorreu a partir de comunicação feita pela Coordenação de Segurança dos Correios, que suspeitou que uma encomenda enviada a Santa Cruz do Sul poderia conter dinheiro falso. De posse dessa informação, policiais federais passaram a acompanhar a movimentação da suspeita, que foi abordada momentos após retirar um envelope contendo mil reais em notas de cem reais falsas, nos Correios de Santa Cruz do Sul.

Ela foi conduzida à Polícia Federal em Santa Cruz do Sul, indiciada pelo crime de moeda falsa e encaminhada ao sistema penitenciário.

Polícia Federal operação OAB

PF investiga crimes de corrupção no âmbito da Seccional da OAB/SP

Operação Biltre apura solicitação de propina com o intuito de influenciar na tramitação de processos disciplinares dentro o órgão

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (17/11), a Operação Biltre, com o objetivo de apurar crimes de corrupção praticados no âmbito da Seccional da OAB/SP.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo/SP e Guarulhos/SP.

A investigação teve início em setembro deste ano, após o recebimento de uma denúncia por parte de um advogado que informou ter sido vítima de uma investida criminosa supostamente realizada por um grupo composto por um empresário e dois advogados, sendo um deles membro do Conselho Seccional da OAB/SP.

Com o avanço das investigações, foi possível verificar a verossimilhança dos fatos alegados, sendo possível constatar que o grupo solicitou propina no valor de R$ 250 mil, com o objetivo de atuar junto ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/SP, para encerrar processos disciplinares em tramitação naquele Tribunal, bem como retirá-los de pauta.

Os investigados poderão responder pelos crimes previstos no art. 317 do CP (corrupção passiva), no art. 288 do CP (associação criminosa) ou no art. 2º da Lei 12.850/2013 (organização criminosa), a depender da evolução das investigações.

O significado da palavra Biltre diz respeito a quem age de forma vil.

polícia federal operação crime

Polícia Federal deflagra operação contra o tráfico em SP e MS

Operação Aversa apreendeu mais de meia tonelada de cocaína e identificou movimentação de valores ilícitos superior a R$ 24 milhões

A Polícia Federal deflagrou a Operação Aversa, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada ao transporte de cocaína de Corumbá/MS para o estado de São Paulo.

Mais de 70 policiais cumprem 13 mandados de prisão preventiva e 20 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Corumbá e Campo Grande, no estado do Mato Grosso do Sul, e Guarulhos, Presidente Prudente, Martinópolis, Regente Feijó e Bauru, no estado de São Paulo.

As investigações relevaram uma sofisticada rede logística e de lavagem de dinheiro, que incluiu carretas construídas especificamente para o transporte de drogas, além de uma estrutura de pagamentos de motoristas, auxiliares e fornecedores de entorpecentes.

Durante a fase sigilosa da operação, que teve início no final de 2019, mais de meia tonelada de cocaína foi apreendida e dois motoristas foram presos. Os policiais identificaram também valores ilícitos superiores a R$ 24 milhões movimentados pela organização criminosa desde o ano de 2018.

A operação resultou ainda na apreensão de caminhões, semirreboques, automóveis, lanchas, moto-aquática e no sequestro de bens imóveis, além do bloqueio de valores no sistema bancário. Somente entre os bens móveis e imóveis, a equipe de investigação estima que mais de R$ 5,5 milhões tenham sido retirados das mãos da organização criminosa.

Entre outras informações, as investigações revelaram que a organização criminosa adquiria semirreboques e os reconstruía inserindo vãos nas longarinas, permitindo a ocultação de drogas em grandes quantidades dentro do novo espaço criado no interior dos “chassis” das carretas. As alterações eram tão profundas que exigiam a “remontagem” dos veículos, com uso de mão-de-obra especializada.

A operação também identificou, no estado de São Paulo, o principal financiador das operações ilícitas do grupo, ou seja, além de descapitalizar a organização criminosa, a Polícia Federal realiza a prisão de suas lideranças, desarticulando por completo o esquema criminoso.

Os presos serão conduzidos à Delegacia da Polícia Federal de Corumbá/MS e, após os procedimentos legais, encaminhados ao presídio local, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A Polícia Federal reforça que a atual pandemia não afetou as investigações e ações da instituição, principalmente na repressão aos crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro nas regiões de fronteira. Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Aversa é uma localidade italiana conhecida pela produção de um tipo específico de queijo, cujo nome é o mesmo da alcunha de um dos principais investigados na operação.

crime notas falsificadas

PF investiga venda de moedas falsas em redes sociais

Operação Zero Lastro prende um homem em flagrante

Nesta terça-feira, 10/11, a Polícia Federal deflagrou a Operação Zero Lastro, visando desarticular uma organização criminosa que anunciava a venda de notas falsas em redes sociais.

As investigações, que tiveram início em fevereiro de 2020, identificaram que os criminosos se aproveitaram da pandemia COVID-19 para ampliar o rol de crimes cometidos. Entre as fraudes cometidas estão: falsificação e venda de moeda falsa, fraudes no auxílio emergencial, fraudes no FGTS, além da falsificação de documentos, diplomas e cartões de crédito.

Os mandados de busca e apreensão, no bairro da Penha, Zona Norte do Rio. Durante as buscas, os policiais federais encontraram armazenados em computador uma lista contendo nomes e demais dados pessoais das vítimas (como CPF e RG), que eram vendidos pela internet para a prática das diversas fraudes.

O alvo da operação foi preso em flagrante e conduzido à Superintendência da PF no Rio de Janeiro, para a lavratura do auto de prisão. O material apreendido, dentre eles, um computador, dois celulares, dinheiro, documentos e cartões de crédito falsos, além de máquinas de cartões, serão encaminhados à perícia técnica.

O preso foi indiciado e responderá pelos crimes de estelionato qualificado, moeda falsa e associação criminosa, previstos respectivamente nos art. 171, parág. 3º, art. 289 e art. 288 do Código Penal. As penas previstas podem chegar até 12 anos de reclusão.

O nome da operação – Zero Lastro – faz alusão à ausência de valor das notas e documentos fraudados.

PF apreende 21 kg de cocaína

PF investiga atuação de falsos policiais federais em Campinas

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão para investigar pessoas que se apresentavam como policiais.

A Polícia Federal cumpre na manhã desta sexta-feira (6/11) três mandados de busca e apreensão, para colher provas em duas investigações sobre fatos envolvendo pessoas que, de acordo com o que já foi apurado, têm se apresentado na região de Campinas falsamente como policiais federais.

Policiais deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão: dois, na cidade de Cabreúva; e um, na cidade de Socorro, ambas no estado de São Paulo.

Uma das investigações foi iniciada em setembro a partir do registro, por parte de servidores públicos federais, de que uma pessoa se apresentou como policial federal dentro da repartição. A outra investigação começou em junho a partir da identificação de fotos publicadas em redes sociais por pessoa utilizando indevidamente uniforme da Polícia Federal.

Em maio deste ano, outra investigação identificou uma mulher que também passou a identificar-se falsamente como policial federal, para obter vantagens indevidas, chegando a publicar fotos (selfies) em redes sociais tendo uma delegacia da Polícia Federal como cenário, além de outras usando vestimentas com símbolos da Polícia Federal. Também foi constatado o uso de adesivo da Polícia Federal em seu veículo.

Os investigados responderão pelo crime de uso indevido de imagem pública, cuja pena pode chegar a seis anos de prisão, sem prejuízo das penas previstas para os crimes relacionados às vantagens indevidas recebidas que venham a ser comprovadas.

fraude saque fgts

Preso suspeito por fraude em saques do FGTS

A prisão ocorreu dentro de uma agência da Caixa, após a equipe de vigilância eletrônica detectar uma movimentação suspeita dentro da sala de autoatendimento do banco.

A Polícia Federal realizou a prisão de um homem na última segunda-feira (2/11), suspeito de efetuar saques irregulares do FGTS da conta de terceiros.

A prisão ocorreu dentro de uma agência da Caixa, após a equipe de vigilância eletrônica detectar uma movimentação suspeita dentro da sala de autoatendimento do banco.

No momento da prisão, o suspeito portava aproximadamente R$5.700,00 em espécie. Dentro do seu veículo foram localizados outros R$14.560,00. Interrogado, o homem informou que havia contatado uma pessoa em São Paulo, que repassou dados de 15 pessoas, como o número do CPF e uma senha, para realizar os procedimentos de saque.

O suspeito foi preso em flagrante e poderá responder pela prática de furto qualificado.

policia federal santo andre

PF deflagra operação contra lavagem de dinheiro do tráfico

Ação dá sequência ao trabalho desenvolvido pela PF, no sentido da descapitalização patrimonial, prisão de lideranças e cooperação policial internacional. Desdobramentos em Santo André e na capital paulista.

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Receita Federal, deflagrou na manhã desta quarta-feira (4/11) a Operação *Narcobroker, com o objetivo de desarticular financeiramente uma organização criminosa (ORCRIM) especializada no envio de cocaína para a Europa.

Cerca de 150 policiais federais cumprem 39 mandados judiciais, sendo 9 de prisão preventiva, 2 de prisão temporária e 28 de busca e apreensão no Paraná (Curitiba, Paranaguá, Matinhos, Campo Largo), em São Paulo (São Paulo, Santos, Santo André, Peruíbe, Atibaia) e em Santa Catarina (Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí, Camboriú e Urubici). Auditores da Receita Federal do Brasil também participam das buscas.

Prosseguindo no objetivo de desarticulação patrimonial do crime organizado, estão sendo sequestrados mais de 40 milhões de reais em bens do narcotráfico, consubstanciados em dezenas de imóveis e veículos de luxo. Somente uma das casas que teve o sequestro determinado pela Justiça Federal em Curitiba foi comprada pelo chefe da organização criminosa por aproximadamente R$ 6 milhões.

A Justiça Federal em Curitiba também determinou o bloqueio de contas de 68 pessoas físicas e jurídicas que, segundo as investigações, tiveram movimentação suspeita de aproximadamente 1 bilhão de reais entre os anos de 2018 a 2020. O montante total dos valores bloqueados ainda não foi contabilizado.

Também, na ação de hoje, foi determinado pela Justiça Federal o bloqueio de 3 empresas que eram utilizadas pela organização criminosa para a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas,  as quais passarão a ser administradas pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas – SENAD/MJSP, em parceria com o Conselho Federal de Administração – CFA.

 As investigações da PF foram iniciadas em 2019 e apontam que os integrantes da organização criminosa utilizavam empresas fantasmas e de fachada para comprar mercadorias de origem orgânica, visando dificultar a atuação dos órgãos de fiscalização e segurança. Tais mercadorias eram acondicionadas em contêineres que também ocultavam centenas de quilos de cocaína enviados à Europa.

Foram apreendidas anteriormente mais de 13 toneladas de erva mate, ativo biológico que será alienado antecipadamente conforme autorizado judicialmente.  Durante os trabalhos investigatórios ocorridos, também foram apreendidos 240 quilos de cocaína no porto de Paranaguá.                  

Além disso, a Justiça Federal  expediu mandado de prisão preventiva em desfavor de um  brasileiro que se passava por empresário na Espanha mas, na realidade, tratava-se de um suspeito entre as organizações criminosas brasileiras e europeias; ele recebia a droga que vinha escondida em meio à carga lícita que era enviada.

assalto roubo santo andré

Assaltos em Santo André assustam moradores

Moradores do Parque das Nações e redondezas relatam casos recorrentes de assaltos à mão armada na região, geralmente realizados por criminosos utilizando duas motos. Porém, também se utilizam de carros e até mesmo a pé, causando o pânico nos moradores.

Em sua maioria, os casos ocorrem durante a noite e madrugada, em especial abordando e vitimando trabalhadores, indo ou voltando do trabalho. Entre as recentes vias com ocorrências, estão a Rua Colúmbia e Avenida Sorocaba. Próximo de mercado neste local, ao menos dois casos foram reportados esta madrugada (04/11), em horários próximos. Assaltantes levaram celulares e documentos das vítimas.

Está faltando alguém para por ordem como era no passado, não existia esse tipo de coisa

Morador de santo André

O comércio local também tem sido alvo dos criminosos, e os moradores relatam a falta de segurança frequente, além de pouca, ou nenhuma, presença de policiamento nas ruas. Na Itamarati, posto de gasolina, açougue e farmácia foram alguns dos alvos de roubos recentemente. A situação tem se agravado ao longo dos últimos anos, com o abandono da segurança pública nos bairros da região, apesar da presença do posto de Polícia Militar no Jardim Rina.

Os moradores ainda reportam dificuldades para registrarem boletim de ocorrência, pois o posto policial mais próximo solicita que a vítima dirigir-se para delegacia no Centro da cidade, para registrar BO. Vale ressaltar, o artigo sexto do Código de Processo Penal define a obrigatoriedade da autoridade competente proceder com averiguação dos casos. Ainda que não registre o boletim, competência das delegacias, os policiais do posto devem fazer buscas para localizar os criminosos.

Nos últimos dias, diversos casos de crimes tem ocorrido em Santo André. Incluindo arrastões em meio ao trânsito e assaltos em plena luz do dia, registrados por câmeras de segurança (confira vídeo acima, do Balanço Geral). Os moradores tentam evitar a criminalidade, instalando cercas elétricas, circuitos de monitoramento e placa de vizinhança solidária nas ruas.