Projeto Meu Condomínio Recicla visa ampliar a Coleta Seletiva

Para ampliar a Coleta Seletiva em Santo André e sensibilizar os moradores dos condomínios da cidade, o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) lançou hoje o projeto Meu Condomínio Recicla. A ação, que faz parte do Junho Verde, aconteceu na manhã desta quinta-feira (10) no edifício residencial Bienvenido, na rua Gil Vicente (Jardim Silveira). O projeto foi financiado em parte com verba oriunda do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano e contempla as premissas dos dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas.

O Meu Condomínio Recicla é mais uma iniciativa da autarquia para aumentar o volume de recicláveis que chega às cooperativas parceiras do município. A estimativa é ampliar em 10% o índice de recuperação de resíduos. De acordo com o superintendente do Semasa, Gilvan Junior, a previsão é implementar o projeto em 500 condomínios da cidade. “Estamos sempre em busca de alternativas que possam contribuir para a expansão da vida útil do Aterro e esta é mais uma frente de trabalho. A nossa expectativa é impactar cerca de 5 mil moradores destes edifícios, que hoje são grandes geradores de resíduos”, diz.

A proposta do projeto é instalar PEVs (Postos de Entrega Voluntária) no condomínio, o que facilita o trabalho dos coletores no momento da passagem do caminhão e retirada dos materiais; oferecer caixas de reciclagem individuais para cada unidade condominial realizar a separação do lixo; e manter um canal permanente de contato com os responsáveis pelos edifícios para sanar dúvidas, ouvir sugestões e melhorias. O síndico do condomínio Bienvenido, Fernando Henrique, comenta que já tinha vontade de incorporar projetos formais como este no local e que a iniciativa ‘planta a semente’ da conscientização junto aos condôminos. “Espero que com a chegada do projeto ao edifício ‘caia a ficha’ das pessoas para a importância deste tipo de ação para o meio ambiente e para a parte social, lembrando que há pessoas que trabalham com a reciclagem e vivem disso”, conclui.

O condomínio que aderir ao projeto também recebe um selo de participação, que pode ser afixado na área comum, permitindo que todos os moradores estejam cientes do trabalho e da importância da reciclagem. “Nem todos participam da coleta seletiva, mas a maioria ainda tem boa vontade. Nós já fizemos um trabalho de conscientização e estímulo à separação de materiais dentro do prédio e este projeto do Semasa vai nos ajudar muito mais”, comemora a moradora Denise Maria Aparecida, de 52 anos.

Síndicos interessados em participar da iniciativa podem acessar a página do Semasa, em bit.ly/meucondominiorecicla, e realizar o pedido de implantação de forma on-line. A equipe do Departamento de Resíduos Sólidos da autarquia recebe a solicitação e faz o contato com os responsáveis para vistoriar o edifício e indicar a melhor forma de implantação.

| Texto: Paloma Alvarez
| Fotos: Divulgação/Semasa

Mais notícias do Grande ABC

Gostou “Projeto Meu Condomínio Recicla visa ampliar a Coleta Seletiva”?

Projeto Meu Condomínio Recicla visa ampliar a Coleta Seletiva

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Visite e conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.031 outros assinantes

Projeto De Volta pra Sala abre inscrições extras para oficinas de capacitação

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) vai retomar as aulas e oficinas de capacitação do projeto De Volta pra Sala, que transforma sofás velhos descartados nas Estações de Coleta em novos mobiliários. Para marcar o retorno, a autarquia vai disponibilizar novas vagas aos munícipes interessados em participar da formação e também realizará uma exposição das peças que já foram produzidas pelos participantes.

O projeto “De Volta pra Sala – transformando sofás em cidadania” é inspirado no projeto Okavango, de Diadema. A iniciativa do Semasa é financiada pelo Fumgesan (Fundo Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental) e teve início em 2019, mas, por causa da pandemia, em 2020 o projeto precisou ser paralisado e os encontros serão retomados em 2 de julho. A exposição, que acontecerá no dia 22 de junho no novo Calçadão da rua Senador Flaquer, faz parte da programação do Junho Verde.

Durante a exposição, moradores de toda a cidade poderão conhecer o trabalho desenvolvido pelo projeto, acompanhar a montagem e produção de peças e ver de perto algumas das criações. A mostra é ao ar livre e seguirá todos os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19.

“Neste ano, já recebemos 5.458 sofás nas Estações de Coleta e outros 120 foram removidos das ruas, descartados irregularmente. O projeto viabiliza uma alternativa ambientalmente sustentável para o reaproveitamento deste tipo de produto, o que favorece a limpeza da cidade, a ampliação da vida útil do Aterro Municipal e ainda propicia uma formação profissional a moradores da cidade”, pondera o superintendente do Semasa, Gilvan Junior. 

Inscrições para novos interessados – Munícipes interessados em participar das aulas do De Volta pra Sala podem se inscrever até o dia 18 de junho pelo email devoltaprasala@semasa.sp.gov.br ou pelo telefone 4433-9041.

O Semasa está disponibilizando 15 novas vagas. Para participar, basta ser morador de Santo André, possuir mais de 18 anos, ser alfabetizado e ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais. O projeto promove conscientização socioambiental e os participantes têm a oportunidade de aprender um novo ofício, com possibilidade de geração de renda. A iniciativa da autarquia, seu formato e objetivos estão integrados às premissas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas, que faz parte do compromisso municipal pelas Cidades Sustentáveis.

Segundo Diolindo Sousa, criador do projeto Okavango, o objetivo é que a pessoa consiga visualizar no móvel descartado uma possibilidade de trabalho. “Começamos ensinando as técnicas para produção de um modelo básico e com o tempo eles já começam a aprender a produção de mobiliários mais modernos e que estejam de acordo com a demanda do mercado”, explica Sousa, que é consultor no projeto de Santo André.

A meta final é que seja implementada uma oficina de recuperação e produção de sofás e poltronas ambientalmente corretos, por meio de um empreendimento de economia solidária, que terá apoio técnico da autarquia. As aulas são teórico-práticas e os participantes recebem formação em cooperativismo, tapeçaria e empreendimento solidário.

Serviço

•        Exposição ‘De Volta pra Sala’

Dia: 22/6, das 10h às 16h, no novo Calçadão da rua Senador Flaquer (Centro)

•        Inscrições para vagas extras

De 8 a 18/6, pelo e-mail devoltaprasala@semasa.sp.gov.br ou pelo telefone 4433-9041.

Requisitos para participar: ser morador de Santo André, possuir mais de 18 anos, ser alfabetizado e ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais


| Texto: Paloma Alvarez

| Fotos: Divulgação/PSA

Mais notícias do Grande ABC

Gostou “Projeto De Volta pra Sala abre inscrições extras para oficinas de capacitação”?

Projeto De Volta pra Sala abre inscrições extras para oficinas de capacitação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Visite e conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.031 outros assinantes

Catadores de recicláveis em Santo André: Semasa fará estudo

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) realizou mais uma missão técnica com representantes da CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), responsável pelo financiamento de US$ 50 milhões do programa Sanear Santo André. Dentre as novidades acerca da atualização do escopo do programa está o desenvolvimento de um estudo para mapear o número de catadores de recicláveis que atuam no município de Santo André.

O levantamento faz parte das obras de construção de mais 20 Estações de Coleta e tem como objetivo descrever, com o auxílio de uma pesquisa de campo, o contingente de pessoas que recolhem materiais secos pelas ruas para que elas possam ser inseridas no trabalho formal de triagem e venda de recicláveis, por meio das cooperativas que existem em Santo André.

O levantamento também será fundamental para que a cidade possa fomentar políticas públicas que busquem a qualificação de quem trabalha com reciclagem, além de estimular a economia solidária. Após o resultado do diagnóstico, também será analisada a possibilidade de construir a terceira cooperativa da cidade. A previsão é de que a pesquise comece e seja concluída neste ano. Ainda em 2021, também iniciam os serviços para construir mais dez Estações de Coleta.

Complexo Viário Cassaquera – Primeira realização do programa Sanear Santo André, as obras do Complexo Viário Cassaquera seguem em ritmo acelerado, com 66% do total das intervenções concluídas. Com os serviços de preparação do solo para a pavimentação da avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello, o Semasa começou a atuar simultaneamente em sete frentes de trabalho. Os serviços de canalização do córrego Cassaquera, na extensão de 1,7 quilômetro do curso d’água, chegaram a cerca de 75%.

Outras intervenções – Em meados de maio, o Semasa realizou a abertura de envelope das empresas licitantes no processo de contratação do projeto executivo para a construção de obras de drenagem na região do córrego Guarará. Os estudos estão sendo analisados pela comissão técnica formada por representantes da autarquia.

As intervenções para modernizar e ampliar o sistema e alerta de chuva do município serão feitas em dois contratos. O primeiro, que envolve a implantação de 25 câmeras para monitorar córregos e o rio Tamanduateí, está na etapa de preparação da minuta de edital. O segundo contrato integra a instalação de novos pluviômetros, fluviômetros, bocas de lobo inteligentes, estações meteorológicas, softwares de simulação de inundações, dentre outros. A fase atual é de elaboração do termo de referência para licitação.


| Texto: Susi Elena
| Fotos: Divulgação/Semasa

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Catadores de recicláveis em Santo André: Semasa fará estudo”?

Catadores de recicláveis em Santo André: Semasa fará estudo

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as últimas notícias da região e do Brasil.

Junte-se a 1.031 outros assinantes

Atendimento presencial em Santo André é retomado

A Prefeitura de Santo André voltará a oferecer a partir de segunda-feira (17) diversos serviços de atendimento ao cidadão de forma presencial, respeitando os protocolos de segurança frente à pandemia da Covid-19. Todos os atendimentos serão realizados exclusivamente por meio de agendamento.

Voltam a oferecer serviços presencialmente a Praça de Atendimento do Paço Municipal, Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda (CPETR), Sala do Empreendedor, Banco do Povo, Procon, Ouvidoria de Santo André e Posto de Atendimento do Semasa, todos de segunda a sexta.

Cada serviço tem o seu próprio canal para agendamento. Os serviços oferecidos na Praça de Atendimento podem ser agendados pelo site da Prefeitura (www.santoandre.sp.gov.br/portalservico) ou nos telefones 156 e 0800-0191944, das 8h às 17h.

O CPTER, localizado no Paço, fará agendamento para vagas de emprego e demais informações sobre o tema pelos telefones 4433-0776 e 4433-0778 (ambos por WhatsApp), pelo email cpetr@santoandre.sp.gov.br ou pelo site www.santoandre.sp.gov.br/portalservico, sempre das 10h às 16h. No mesmo horário funcionam os serviços da Sala do Empreendedor, que atende no número 4433-1903. Já o Banco do Povo terá atendimento telefônico nos números 4433-0794 e 4433-0795, das 10h às 16h.

Para ser atendido presencialmente no Procon Santo André, o cidadão deve fazer agendamento no site www.santoandre.sp.gov.br/portalservico ou pelo email procon@santoandre.sp.gov.br. O serviço funciona de segunda a sexta, das 10h às 16h.

A Ouvidoria, que atenderá presencialmente de segunda a sexta, das 10h às 16h, realiza agendamento pelo email ouvidoria@santoandre.sp.gov.br.

O agendamento para ser atendido no Semasa deve ser feito pelo site http://agencia.semasa.sp.gov.br/producao/agendaposto/. O atendimento presencial será realizado de segunda a sexta, das 10h às 15h.

Todos os agendamentos respeitarão um intervalo mínimo para evitar aglomerações. Para adentrar em qualquer um desses locais será obrigatório o uso de máscara, tanto para funcionários quanto para os munícipes.

Os funcionários farão controle de eventuais filas e irão realizar os atendimentos com distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as posições de trabalho. Os locais contarão com álcool em gel e barreira de proteção acrílica nos balcões, e todos os objetos de uso comum serão constantemente higienizados.

| Texto: Guilherme Menezes

| Fotos: Angelo Baima/PSA

...

Gostou de “Atendimento presencial em Santo André é retomado”?

Atendimento presencial em Santo André é retomado

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.031 outros assinantes

Santo André ganha mais de 2.000 novas árvores em 2020

A Prefeitura de Santo André e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) seguem trabalhando continuamente para ampliar as iniciativas de sustentabilidade na cidade e uma das ações neste sentido é o plantio de novas árvores – tanto em calçadas e praças quanto nos parques. Até o final de 2022, a cidade terá recebido mais de 7.500 árvores.

Em 2020, o Departamento de Manutenção de Áreas Verdes da Prefeitura plantou 2.380 mudas (incluindo as espécies que foram transplantadas de um local a outro, como àquelas junto às obras do Complexo Viário Cassaquera) e, por meio das compensações ambientais, o Semasa vai promover o plantio de outras 5.149 árvores até o final do ano que vem.

Atualmente, com apoio da autarquia, a Prefeitura mantém o programa Meu Bairro Mais Verde, com ações em diversas localidades da cidade. O Semasa também realiza trabalhos pontuais, como no entorno dos bairros afetados pelas obras do Complexo Viário Cassaquera e no Parque Guaraciaba, que recebe novas mudas como compensação pelas obras do Aterro Sanitário. A autarquia conta ainda com uma equipe de Educação Ambiental, que promove a sensibilização sobre as temáticas ambientais, alcançando a população andreense por meio de uma série de cursos e atividades online

“As iniciativas do Semasa e da Prefeitura são fundamentais para a saúde e a qualidade de vida dos cidadãos. Além dos plantios, temos outras ações de sensibilização ambiental para que os moradores se sintam integrados e ajudem no cuidado com as árvores. Além disso, seguimos atentos nas ações de fiscalização ambiental para coibir a supressão irregular de árvores”, comenta o superintendente do Semasa, Gilvan Junior.

No ano passado, a Fiscalização Ambiental do Semasa emitiu 44 Autos de Infração Ambiental (multas) por supressão irregular de espécies arbóreas e, neste ano, foram oito autuações. Em Santo André, a autarquia é responsável pela fiscalização da poda drástica ou corte irregular nos lotes particulares. Já a Prefeitura fiscaliza a remoção em áreas públicas e calçadas. A multa pelo crime ambiental de corte de árvores sem autorização pode chegar até 450 FMPs (R$ 1.931,62) por árvore suprimida.

Cidade sustentável e inteligente – Por meio de parcerias com a iniciativa privada, em razão das compensações ambientais pelos empreendimentos da cidade, Santo André vem se destacando cada vez mais entre os municípios com ações em prol da sustentabilidade.

Recentemente, a cidade ganhou a primeira árvore solar do ABC. Implantada pela construtora Patriani, por meio de compensação ambiental e em conjunto com o Parque Tecnológico de Santo André, o equipamento permite uma série de possibilidades de sensoriamento dinâmico da cidade, como monitoramento climático e de bocas de lobo, além de colocar à disposição da população pontos de carregamento de bicicletas e patinetes elétricos.

O Semasa também tem investido na recuperação e revitalização do Parque Natural do Pedroso com verbas de compensação ambiental. Patrimônio ambiental da cidade, a Unidade de Conservação já recebeu novo cercamento, pintura e obras nas quadras de basquete, vestiários, banheiros e sede administrativa.

“A lei municipal nos permite diversas possibilidades de investirmos em serviços e equipamentos para a cidade, ampliando os benefícios para todos. Além do Parque do Pedroso, o Parque Guaraciaba também recebeu obras por meio de compensação”, explica o superintendente do Semasa, Gilvan Junior. A adoção de praças por entes privados também é uma das possibilidades de compensação previstas em lei.

No caso do Pedroso, o parque ganhou também novos murais com arte em grafite e troca do quadro elétrico. Além disso, os funcionários receberam equipamentos para manutenção das áreas verdes, como serras e roçadeiras.

| Texto: Paloma Alvarez

Gostou da nossa matéria “Santo André ganha mais de 2.000 novas árvores em 2020“?

Santo André ganha mais de 2.000 novas árvores em 2020
Santo André ganha mais de 2.000 novas árvores em 2020. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.031 outros assinantes

Semasa finaliza serviços de capina e roçada em córregos

O trabalho de limpeza, capina e roçada das margens dos córregos de Santo André segue sendo realizado de forma eficiente em todo o município. Entre o final de março e início de abril, as equipes do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) concluíram os serviços nos córregos Apiaí, Dominicanos, dos Meninos e Graciliano Ramos, totalizando quase 94 mil metros quadrados de área limpa.

Semasa finaliza serviços de capina e roçada em córregos

“A limpeza e a roçagem dos cursos d’água são realizadas por equipes próprias da autarquia, que atuam em todos os córregos do município ao longo do ano. Cada local recebe, em média, de três a quatro intervenções por ano, garantindo o fluxo das águas, especialmente em períodos e dias de fortes chuvas, minimizando os efeitos de alagamentos”, explica o superintendente do Semasa, Gilvan Junior.

Recentemente, por meio de compensação ambiental, o Semasa recebeu novas roçadeiras que foram destinadas às equipes de drenagem, para realização das manutenções preventivas. Além dos córregos, a autarquia também promove a limpeza dos piscinões municipais, tanto com remoção manual, quanto mecânica dos detritos.

Entre abril e maio, serão iniciadas as limpezas de outros importantes cursos d’água da cidade, como os córregos Camilo Castelo Branco, Comprido, Guarará, Oratório e Jundiaí. Em 2020, foram removidas mais de 21 mil toneladas de resíduos de dentro dos canais e piscinões de Santo André. O cronograma com os locais e meses de cada manutenção pode ser consultado no site do Semasa (www.semasa.sp.gov.br).

Gostou de “Semasa finaliza serviços de capina e roçada em córregos?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.031 outros assinantes


Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba

O Parque Guaraciaba vai ganhar novas espécies de mudas originárias da Mata Atlântica. O plantio, feito pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), é uma medida de compensação ambiental pelas obras de ampliação do Aterro Sanitário Municipal, que tiveram em novembro do ano passado.

Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba

Serão plantadas na parte leste do parque um total de 1.510 mudas, entre elas:

  • ipê-amarelo
  • ipê-roxo
  • goiabeira
  • jerivá
  • paineira
  • pata-de-vaca

O florestamento ocupará uma área de 4.500 m².

Desde novembro de 2016, quando iniciaram os plantios na região do Parque Guaraciaba com o objetivo de compensar impactos causados pelas intervenções no aterro, o Semasa já plantou cerca de 3.900 mudas. Com a nova ação, a área verde será beneficiada ao todo com aproximadamente 5.350 árvores, em uma área de mais de 32.000 m².

Além disso, o Semasa possui um plano de comunicação e educação ambiental, que também faz parte das exigências da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) por causa das obras no aterro. Com isso, a autarquia mantém contato com a população para fazer ações educativas, receber demandas e sensibilizar sobre questões que envolvem a temática de resíduos sólidos.

Vida útil do Aterro Sanitário – O Semasa está na terceira e última fase de ampliação do aterro. Nesta etapa, 30% da área será expandida, passando dos 217 mil m² atuais para 280 mil m². Com isso, a vida útil do equipamento aumentará para mais cinco anos.

As obras vão garantir um economia de aproximadamente R$ 100 milhões, valor que seria gasto caso o município tivesse de destinar os resíduos para um aterro particular.

Santo André é a única cidade da região do ABC que tem aterro próprio. O espaço foi aberto em 1986 e recebe 100% dos resíduos gerados na cidade. Além disso, o aterro é um dos mais bem avaliados do Estado – com nota 9,4 atribuída pela Cetesb.  Atualmente, cerca de 19 mil toneladas de resíduos úmidos são coletadas por mês e enviadas para descarte ambientalmente correto.

Gostou de “Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba?

Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.031 outros assinantes